Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Futebol » EITA!

Após ser flagrado na praia, Renato Gaúcho minimiza quebra da quarentena e diz que volta ou Grêmio quando for chamado: "Não tenho função"

Treinador alegou que ficou 40 minutos na orla e reforça que continuará "perambulando por aí"

Izabella Macedo Publicado em 22/06/2020, às 14h32

Após ser flagrado na praia, Renato Gaúcho minimiza quebra da quarentena e diz que volta ou Grêmio quando for chamado
Após ser flagrado na praia, Renato Gaúcho minimiza quebra da quarentena e diz que volta ou Grêmio quando for chamado - GettyImages

No último domingo, 21, o treinador do Grêmio, Renato Gaúcho foi flagrado curtindo mais um dia de sol nas praias do Rio de Janeiro. Como ainda não recebeu um sinal do clube para retornar à Porto Alegre, o técnico curtiu, sem máscara, com alguns amigos.

Renato Gaúcho alega que só volta para Porto Alegre quando tiver alguma atribuição, ou seja, quando ele conseguir dar os treinos táticos e técnicos ao grupo.

Após a repercussão da quebra de quarentena do treinador, já que pelas novas regras da flexibilização do isolamento social, no Rio, ainda não é permitido frequentar as praias cariocas, apenas esportes individuais, o Grêmio se pronunciou sobre a atitude do treinador.

Nesta segunda-feira, 22, o clube divulgou em nota na qual afirma que não entrará no assunto, pois o trata como "foro privado". Em entrevista ao site Globo Esporte, Renato Gaúcho disse que nas condições atuais, não tem função para exercer no Grêmio.

"Eu sou grupo de risco? O mundo todo é, todo mundo corre risco com esse vírus. Não tenho função aí (Porto Alegre)", disse o treinador.
Desde quando o futebol pelo Brasil parou, Renato está no Rio de Janeiro com a família, de acordo com a publicação, já são 99 dias do treinador na cidade carioca.
No entanto, mesmo depois que o Grêmio anunciou que retornaria com as atividades coletivas no CT, nas vésperas, a diretoria optou que Renato Gaúcho continuasse no Rio por ser considerado do grupo de risco e uma viagem naquele momento poderia ser prejudicial ao treinador.

"Estou há três meses em casa e abriram as praias há três semanas. Ontem (domingo) fui dar um mergulho e fiquei lá 40 minutos. Parece que o planeta está de cabeça para baixo! Mas eu sou grupo de risco? O mundo todo é, todo mundo corre risco com esse vírus", contou ao Globo Esporte.

A ideia era permanecer isolado para evitar contrair a infecção pelo coronavírus, até porque o técnico realizou duas cirurgias cardíacas desde o ano passado. Porém, está não foi a primeira vez que Renato Gaúcho foi flagrado na praia desde a implementação das medidas de quarentena.

"Eu dependo dos protocolos para voltar. Enquanto não tiver os coletivos, serei mais um perambulando por aí", afirmou.

O Grêmio ressalta que Renato não retornou aos treinos com o grupo por uma questão médica. O técnico, garante não ter quebrado a hierarquia e afirma que o protocolo impede que exerça sua função.

 
 

 

 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!