Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » MULTA!

Após realizar acordos com famílias da tragédia do Ninho, Flamengo impõe multa milionária

A medida será colocada em prática caso os familiares revelem detalhes do acordo

Lucas Miluzzi Publicado em 31/01/2020, às 18h04 - Atualizado às 18h46

Rykelmo umas das vítimas da tragédia do Ninho
Rykelmo umas das vítimas da tragédia do Ninho - Transmissão TV Globo

O Flamengo chegou a um acordo com quatro das dez famílias que perderam seus entes queridos na tragédia do Ninho do Urubu. Para evitar que algumas informações sejam reveladas para o público, o clube decidiu impor uma multa de 500 mil reais caso as famílias exponham detalhes sigilosos do acordo .

Segundo a apuração da Folha, ambas as partes concordaram com o valor e com as medidas de sigilo propostas pela agremiação. Além disso, as famílias não poderam falar sobre futuros acordos que poderam ser feitos nos próximos meses, se revelarem terão de pagar as multas.

O Flamengo prefere não se pronunciar sobre o assunto neste momento e só irá dar maiores detalhes neste sábado, 1, através de uma entrevista em sua TV oficial na internet.

O clube se defende de uma liminar imposta pela 1ª vara cível da Barra de Tijuca, onde é obrigado a pagar cerca de 10 mil reais mensais como pensão para as famílias que perderam seus entes queridos até o fim do processo sobre as indenizações.

Por sua vez, a agremiação se defende alegando que paga cerca de cinco mil reais mensais para as famílias de maneira inspontânea. O clube se defende das acusações dizendo que o valor é muito maior do que os 300 reais que todos os atletas recebiam na época.

Caso o Flamengo descumpra o que foi definido pela Justiça, o clube terá de pagar 1.000 reais por dia para cada beneficiário envolvido no acidente. Mesmo com o sigilo, as famílias afirmaram que estão recebendo os 10 mil reais mensais, mas não dão maiores detalhes devido a multa de quebra de sigilo.

Alguns familiares dos garotos falecidos na tragédia, cometaram sobre as decisões que estão sendo tomadas na Justiça. Na reportagem para a Folha, o pai de Rykelmo, José Lopes Viana,  falou sobre o acordo e revelou certo alívio.

"Mandaram duas propostas, eu não aguentava mais pensar em dinheiro, principalmente da maneira que foi. Nunca dependi de dinheiro dele, nõ erao que eu queria, queria ver ele feliz. Era o que ele sempre sonhou, jogar bola.", disse.               

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!