Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » CHAMPIONS LEAGUE

Após polêmica, quarto árbitro de PSG e Istanbul Basaksehir quebra o silêncio sobre acusações: "Não sou racista"

Pierre Webó, ex-atacante e membro da comissão técnica do clube turco, acusou Sebastien Colțescu de ter feito ofensas racistas

Redação Publicado em 09/12/2020, às 13h35

Sebastien Colțescu se defendeu das acusações
Sebastien Colțescu se defendeu das acusações - Transmissão Esporte Interativo

Mais uma cena lamentável ocorreu na partida entre Paris Saint-Germain e Istanbul Basaksehir nesta terça-feira, 8. O camaronês Pierre Webó, ex-jogador e integrante da comissão técnica do time turco, acusou o quarto árbitro romeno Sebastian Colţescu de ofensa racista. As duas equipes deixaram o gramado do Estádio Parc des Princes no meio do primeiro tempo em protesto.

Nesta quarta-feira, 9, o jornal romeno ProSport divulgou que Sebastian Colțescu entrou em contato com os seus familiares depois da partida para explicar o que aconteceu.

Só tento ser uma boa pessoa. Não vou ler nada do que sair na imprensa nos próximos dias. Qualquer um que me conhece sabe que não sou racista. É o que eu espero, pelo menos”, teria dito Colțescu aos familiares, segundo o jornal ProSport.

O Ministro do Esporte da Romênia, Ionut Stroe, também se manifestou sobre o acontecimento.

Eu fortemente condeno qualquer comentário que possa ser interpretado como racista, xenofóbico ou discriminatório. Peço desculpas em nome do esporte da Romênia por esse infeliz incidente, que não nos representa. É uma grande mancha para a Romênia e a arbitragem do país”, declarou o Ionut Stroe à DigiTv.

O esporte é sobre algo completamente distinto, trabalho, ambição, jogo limpo. Espero que não cheguemos a um escândalo diplomático. Essa expressão infeliz sofrerá sanções”, continuou.

A confusão entre os jogadores e o árbitro aconteceu ainda no primeiro tempo, quando  o lateral brasileiro Rafael, do time turco, foi punido com cartão amarelo. Os membros da comissão do Istanbul Basaksehir reclamaram da decisão, e o quarto árbitro, Sebastian Coltescu, chamou o juiz principal, Ovidiu Hategan, e pediu punição a Pierre Webó.

O ex-jogador camaronês Pierre Webó se revoltou e questionou Coltescu por várias vezes, pois segundo ele, o quarto árbitro falou “Aquele preto ali. Vá lá e verifique quem é. Aquele preto ali. Não dá para agir assim”.

Após os jogadores deixarem os gramados em protesto, a FIFA adiou a partida entre Paris Saint-Germain e Istanbul Basaksehir para esta quarta-feira, 9.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!