Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Futebol » Dívidas!

Após não pagar funcionários, Corinthians pode enfrentar problema com Ministério do Trabalho

Empresa que oferece serviços ao clube reclamou da demora para o acerto de algumas pendências

SportBuzz Digital Publicado em 15/08/2019, às 12h09

None
Arena Corinthians (Crédito: Divulgação/Arena Corinthians)

Nesta semana, o atual presidente do clube, Andrés Sanchez, anunciou que havia entrado em um acordo com a Odebrecht para reduzir a dívida da equipe com a responsável pela construção da Arena Corinthians, localizada em Itaquera, zona leste de São Paulo.

Porém, não demorou quase nada para o clube se envolver em mais um assunto polêmico. Na manhã desta quinta-feira, 15, o departamento jurídico do Corinthians se reunirá com o Sindicato dos Trabalhadores e Empresas de Prestações de Serviços de Asseio e Conservação e Limpeza Urbana de São Paulo, para esclarecer possíveis atrasos financeiros com a Mgserv, empresa responsável por prestar serviços na arena.

Além dos salários, que não estariam em dia, outro fator que foi levantado pelos trabalhadores é a questão dos benefícios, como vale transporte e cesta básica. Em entrevista ao portal UOL, o advogado do sindicato falou sobre o ocorrido.

"Notificamos o Corinthians e teremos uma reunião no Parque São Jorge na quinta-feira. Entramos em contato com a empresa (Mgserv) e fomos informados que os trabalhadores não estão sendo pagos devido ao atraso no pagamento por parte do Corinthians", explicou Júlio Francisco Rodrigues Júnior.

Segundo informações fornecidas na matéria em questão, uma parte da dívida já foi quitada, porém, algumas pendências seguem em aberto. Segundo o Sindicato responsável, esta não é a primeira vez que o atraso acontece, por isso, foi solicitada a reunião.

Mesmo o clube do Parque São Jorge não sendo o responsável pelo pagamento, existe uma responsabilidade subsidiária, o que embasa a notificação. Caso a situação não seja normalizada, os envolvidos podem procurar a mediação pelo Ministério do Trabalho.

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!