Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » TENSO!

Após fortes ofensas, Ganso dispara contra Oswaldo de Oliveira: "Eu não trabalho para ele"

Meio campista não ficou muito contente ao ser substituído pelo treinador do Fluminense

SportBuzz Digital Publicado em 27/09/2019, às 07h39

Paulo Henrique Ganso
Paulo Henrique Ganso - GettyImages

O clima não foi dos melhores na noite da última quinta-feira, 26, no Maracanã. Pela vigésima rodada do Campeonato Brasileiro, o Fluminense entrou em campo contra o Santos para tentar um retrospecto um pouco mais positivo e deixar de vez a parte de baixo da tabela do torneio. 

Por mais que o resultado não tenha sido o esperado, mesmo com três expulsões e um jogo quentíssimo, os cariocas saíram com um ponto na bagagem, assim como o clube do litoral paulista, com o placar final de 1x1. 

Além de uma partida marcada por muita intensidade, o que causou grande alvoroço foi a substituição feita por Oswaldo de Oliveira, que optou não contar com a presença de Paulo Henrique Ganso no meio-campo do time das laranjeiras. 

No momento da troca, o camisa 10 ficou bem insatisfeito e acabou disparando palavras de cunho ofensivo contra o treinador: "Você é burro para c*", disse Ganso, que recebeu respostas do comandante: "Vagabundo". 

Após o clima tenso, na saída do campo, a polêmica voltou a reinar. Ao deixar o gramado, Oswaldo passou direto pelos jornalistas e ainda mostrou o dedo do meio para alguns torcedores que pediam sua saída do comando do clube. Já Ganso, resolveu parar e deu um parecer sobre o que havia acontecido. 

"Claro (que há clima para seguir trabalhando com o Oswaldo), eu não trabalho para o Oswaldo, eu trabalho para o Fluminense. Procuro ajudar meus companheiros, tudo aconteceu por causa de uma briga dentro de campo, o jogo foi quente. No vestiário, a gente conversa e vamos ver o que vai acontecer", pontuou o craque. 

O comandante do Fluminense também deu sua versão para o ocorrido em entrevista coletiva. Sem falar sobre a discussão com Paulo Henrique, ele disse que sua atitude contra os torcedores aconteceu devido ao excesso de falta de respeito por parte de alguns. 

"A hostilidade ali passou do limite, então, eu respondi entrando no vestiário. É inadmissível... O Fluminense fazia a melhor partida dele no campeonato, com dois jogadores a menos e perdendo gol da vitória com Allan no finalzinho. É inadmissível que isso aconteça. Mas estou preparadíssimo. Em 1º de outubro, faço 44 anos de futebol. Já passei por muita coisa no futebol. Não é a primeira vez que isso acontece, mas sempre estarei preparado para dar resposta que eu acho que se deva dar", disse ele.

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!