Sportbuzz
Testeira
Futebol / SELEÇÃO BRASILEIRA!

Após entrada dura na partida contra o Chile, Gabriel Jesus se desculpa: "Cometi um erro"

Gabriel Jesus chegou com o pé alto na disputa com Mena na partida entre Chile e Brasil pela Copa América

Redação Publicado em 03/07/2021, às 12h04

Gabriel Jesus saindo de campo após ser expulso na partida entre Chile e Brasil na Copa América - GettyImages
Gabriel Jesus saindo de campo após ser expulso na partida entre Chile e Brasil na Copa América - GettyImages

Na noite desta sexta-feira, 2, o Brasil venceu o Chile por 1 a 0, e ainda garantiu a classificação para a próxima fase da Copa América. O que terminou em alegria, poderia ter se complicado após a expulsão de Gabriel Jesus, em uma entrada dura em Mena.

Após a partida, já na madrugada, o jogador foi até as suas redes sociais pedir desculpas aos torcedores, e companheiros de seleção, e dizer que se sentia aliviado por saber que Mena estava bem depois do lance.

"Classificados! Infelizmente cometi um erro no qual a equipe poderia ter se prejudicado, mas este grupo mostrou força. Peço desculpas aos meus companheiros e seguirei sempre buscando aprender com erros. Aliviado em saber que o Mena está bem. Seguimos para a semi!", escreveu o jogador.

Pelas quartas de final da Copa América, Gabriel Jesus levou o cartão amarelo direto, aos três minutos do segundo tempo, depois de acertar um chute no rosto de Mena.

Dessa forma, o jogador vai cumprir suspensão automática, e não encara o Peru na segunda-feira, 5, pela semifinal da competição, e ainda, deve dar espaço para que Gabigol volte para a titularidade da Seleção Brasileira, e brigar pela vaga no elenco.

Como foi o jogo

Foi suado, mas o Brasil venceu o Chile por 1 a 0 na noite desta sexta-feira, 2, no Nilton Santos, e avançou à semifinal da Copa América. Lucas Paquetá, que entrou após o intervalo, marcou gol aos dois minutos da segunda etapa e confirmou a vitória brasileira.

Logo após o gol, aos quatro minutos do segundo tempo, Gabriel Jesus foi expulso por levantar muito a perna e acertar o rosto de Mena. Com um a menos, o Brasil segurou toda a pressão chilena e avançou à semifinal da competição para enfrentar o Peru. 

Na primeira finalização da partida, aos nove minutos, Vargas arriscou de longe e Ederson defendeu. Aos 14, Richarlison puxou o contra-ataque pela esquerda, venceu a marcação e chutou para a defesa de Bravo.

As seleções começaram a criar as melhores chances a partir dos 18 minutos. Vargas foi lançado no ataque e encobriu o goleiro brasileiro, e mandou com perigo direto para fora. O atacante chileno, no entanto, estava impedido. Como resposta, Richarlison assustou Bravo em finalização, mas também estava em posição de impedimento.

Aos 21, Roberto Firmino recebeu o cruzamento de Neymar pela esquerda e pegou mal na bola, desperdiçando a excelente jogada do camisa 10. Aos 26 minutos, Vargas exigiu a boa defesa de Ederson depois de tirar de Thiago Silva e finalizar firme. O goleiro desviou a bola para escanteio.

A Seleção Brasileira foi muito bem marcada pelo Chile na primeira etapa, e não conseguiu criar muito. No final do primeiro tempo, Danilo mandou uma pancada perto do gol de Bravo, mas direto para fora.

Depois, Neymar recebeu o cruzamento após tabela de Gabriel Jesus e Firmino, e finalizou para ganhar escanteio. Na melhor chance brasileira, Neymar tocou para Jesus na entrada da área, que dominou e finalizou bem para a grande defesa de Bravo. 

A alteração de Tite para o segundo tempo fez diferença. Lucas Paquetá, que entrou no lugar de Firmino, precisou de dois minutos para abrir o placar. O meia recebeu a bola na entrada da área, tabelou com Neymar e tirou da marcação para mandar para as redes: 1 a 0.

Dois minutos após o gol de Paquetá, Gabriel Jesus foi expulso e nem reclamou do cartão. O atacante levantou muito a perna e atingiu o rosto de Mena. 

Com um a mais, o Chile tentou pressionar o Brasil. Aos sete minutos, Aránguiz cobrou a falta e mandou perto do gol de Ederson. Aos 16 minutos, Vargas chegou a balançar as redes, mas Pulgar participou do lance e estava em posição irregular. O gol foi anulado pelo bandeirinha e a decisão foi mantida após revisão do VAR. 

Aos 20 minutos, Neymar fez a jogada individual pela esquerda e finalizou em cima de Bravo, que salvou o que seria o segundo gol do Brasil. O Chile passou a pressionar e a defesa brasileira se segurava.

Aos 23 minutos, Brereton cabeceou no travessão após cruzamento na área. Na resposta, Danilo arriscou de longe e viu a defesa de Bravo.

Em mais um ataque chileno, Meneses bateu firme na sobra de bola e exigiu que Ederson desviasse para escanteio. O Brasil conseguiu segurar toda a pressão chilena e confirmou a vitória no Nilton Santos. Placar final: 1 a 0. 


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!