Sportbuzz
Testeira
Futebol / COMPLICADO

Após demissão, Fernando Diniz cita ponto decisivo para permanência do Vasco na Série B: "Divisor de águas"

Pela permanência do Vasco na Série B do Brasileirão para o ano que vem, o treinador Fernando Diniz foi demitido do comando do clube pela diretoria

Redação Publicado em 12/11/2021, às 11h08

Fernando Diniz, agora ex-treinador do Vasco - Transmissão Vasco TV
Fernando Diniz, agora ex-treinador do Vasco - Transmissão Vasco TV

Depois que encerrou sua passagem pelo Vasco, com a demissão anunciada na noite desta quinta-feira, 11, Fernando Diniz fez questão de dar entrevista coletiva, e apontar os erros que culminaram no desempenho recente do time, e o principal, a permanência da equipe na Série B do Brasileirão para o ano que vem.

 

Na manhã desta sexta-feira, 12, o treinador deu suas versões sobre o recente fracasso do Vasco na tentativa de voltar à Série A. Vale lembrar que Fernando Diniz assumiu o comando do time, no meio do Brasileirão, justamente com a missão de fazer com que a equipe carioca voltasse para a elite do futebol nacional na próxima temporada.

"Primeiro quero fazer um agradecimento especial ao Vasco, ao Jorge Salgado e ao Pássaro. Pela maneira que fui recebido pelo clube, pelo staff e por todos os jogadores. Em especial à torcida, que tivemos algo mágico. Tivemos a chance de conquistar o acesso, que era o nosso sonho", disse.

Diniz inclusive falou sobre o momento em que o Vasco desandou na Série B. O treinador apontou que o empate diante do Náutico, jogo no qual a equipe vencia por 2 a 0 e cedeu o 2 a 2, foi o ponto chave para fazer com que as coisas virassem completamente de cenário para o time no restante da competição.

"Concordo que foi a partir do jogo com o Náutico. Foi onde a gente teve uma conjunção muito favorável. Quando a gente tem esse momento, tem que saber aproveitar. Ou ia para o acesso ou aconteceria o que aconteceu. O jogo com o Náutico foi um divisor de águas", apontou.

Já sobre a permanência do Vasco na Série B, o comandante disse que está bem chateado, e que em qualquer trabalho que faz, busca entregar sempre o melhor, mas que desta vez não foi assim.

"Sofrimento muito grande por não ter conseguido subir o Vasco, é uma coisa que me toca profundamente. Quem está dentro do processo, e eu estou dentro do processo o tempo todo, eu vou saber o que fazer. Amo o que eu faço, vou entregar o máximo para os jogadores e o clube que eu represento. E quero entregar um futebol para o torcedor para que tenha resultado e goste do que está vendo", contou.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!