Sportbuzz
Testeira
Futebol / RESPEITA!

Após classificar o Palmeiras para a final da Libertadores, Abel manda recado para vizinho: "Quem manda na minha casa sou eu"

Abel explicou que ficou na bronca com o morador do prédio em que vive, e que a classificação foi um alívio

Redação Publicado em 29/09/2021, às 06h59

Abel Ferreira, treinador do Palmeiras na área técnica da partida da Libertadores - GettyImages
Abel Ferreira, treinador do Palmeiras na área técnica da partida da Libertadores - GettyImages

Aquele gol do Atlético-MG aos seis minutos do segundo tempo travou a garganta dos torcedores do Palmeiras na semi da Libertadores. Sendo o treinador do outro lado, Abel Ferreira, já estava incomodado com os comentários da forma defensiva do seu time.

 

Quando Dudu marcou, e o árbitro encerrou a partida, ficou garantida a classificação do Palmeiras para outra final de Libertadores. Agora, o Alviverde espera pelo vencedor de Barcelona-EQU x Flamengo, que se enfrentam nesta quarta-feira, 29.

Depois do grande duelo, Abel Ferreira e os jogadores do Palmeiras desabafaram, com o treinador mandando um recado quase que inusitado para o vizinho do prédio onde ele vive em São Paulo.

Após a classificação, o comandante gritou em direção a uma das câmeras de transmissão e precisou até ser contido pelo auxiliar Vitor Castanheira e o gerente de futebol Cícero Souza. Na entrevista coletiva, ele contou que o recado foi para um "vizinho chato".

"Não foi para nenhum jogador do Atlético-MG ou seu treinador. Tenho um vizinho que mora no meu prédio que é um chato. Foi diretamente ao meu vizinho, porque quem manda na minha casa sou eu. Está calado! Quem trabalha dentro do CT sou eu e meus jogadores. Defendo meus jogadores porque são meus nas vitórias e derrotas. Ao meu vizinho, 'shiu'!", disse Abel fazendo sinal de fecha a boca.

Além disso, depois do duelo, o treinador também publicou mensagem enigmática em sua conta no Instagram, com um texto e a frase dizendo: "A minha maior inspiração és tu".

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Abel Ferreira (@coachabelferreira)

 

Já com os jogadores, o recado ainda dentro do gramado era de que muitos acreditavam que o Atlético-MG iria avançar para a final. Atual campeão, o Palmeiras conseguiu a classificação graças ao gol qualificado como visitante, marcado por Dudu em Belo Horizonte.

"Tem que respeitar a história!", falou Deyverson.

"Muitos não acreditavam na gente, mas estamos na final. Vamos, Palmeiras!", disse Rony.

Felipe Melo teve uma reação mais bem-humorada, e que virou a sua marca em outros momentos de sucesso do Verdão.

"Deus é bom, e o diabo não presta", apontou o jogador.

Com esse empate, o Palmeiras aumentou para 15 partidas sua sequência de invencibilidade como visitante na Libertadores, tendo 10 vitórias e cinco empates, mantendo um recorde na história da competição.

Querendo o tricampeonato, o clube paulista vai disputar sua sexta final no torneio. As outras foram em 1961, 1968, 1999, 2000 e 2020. Já Abel Ferreira vai atrás da sua segunda taça de Libertadores em sua segunda edição disputando a competição.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!