Sportbuzz
Testeira
Futebol / GARANTIAS!

Apesar do atual momento, Sylvinho reforça que tem o apoio da diretoria do Corinthians: "Sabemos exatamente o que estamos fazendo"

Sylvinho defendeu o trabalho que está sendo feito no Corinthians mesmo depois do empate em 2 a 2 diante do Internacional

Redação Publicado em 25/10/2021, às 07h52

Sylvinho, treinador do Corinthians - GettyImages
Sylvinho, treinador do Corinthians - GettyImages

Depois do empate, de virada, por 2 a 2 do Internacional diante do Corinthians neste domingo, 24, o técnico Sylvinho falou sobre seu momento no comando da equipe Alvinegra, e admitiu o time não fez um bom primeiro tempo na partida do Brasileirão.

 

No jogo, o Corinthians saiu perdendo, conseguiu a virada, mas acabou tomando o gol do empate nos acréscimos. Esse resultado manteve o time na sétima posição do Brasileirão, e fez com que os torcedores ficassem sem paciência com o comandante.

Sendo muito pressionado no cargo, Sylvinho disse que tem o respaldo da diretoria Alvinegra, e defendeu seu trabalho realizado a longo prazo. No sábado, 23, na véspera do jogo, ele completou cinco meses à frente do Timão.

"Claro que eu tenho o apoio da diretoria, claro que tenho o apoio do presidente, o que me vale é a palavra deles, que acompanham nosso trabalho todos os dias, sabem a demanda de horas a cada momento que nós estamos no clube. Praticamente vivemos ali, vai para casa só para dormir, mas é pertinente, é da função (a pressão). Sei disso desde que comecei a trabalhar. Faz dez anos", disse antes de completar.

"Joguei futebol 15 anos em grandes clubes de ponta e trabalho desde 2011 em comissão técnica. Incorporei comissão do melhor treinador da Europa hoje, Roberto Mancini, na Inter de Milão. Foram dois anos. Hoje é o treinador ganhador da Eurocopa com a Itália. Trabalhei com Tite por muito tempo no Corinthians e na Seleção Brasileira. Sabemos exatamente o que nós estamos fazendo", concluiu.

Sylvinho ainda apontou que as críticas são desmedidas, já que o time continua tendo chances de se classificar para a fase de grupos da Libertadores, que é o grande objetivo da temporada.

"O time faz um tempo grande que não está na tabela numa posição de briga direta pela vaga de Libertadores faltando dez rodadas. Nós somos um time que está se construindo, com a chegada de quatro atletas importantes, estamos gerindo, com atletas importantes de base. Estamos num momento importante da competição, defendemos o trabalho, pois sei exatamente o que eu estou fazendo. Não tenho dúvidas absolutas e não sou só eu, toda uma comissão, toda uma diretoria e presidência que é presente no CT. Esse é o trabalho, defendo o trabalho e a condição que o clube está. As últimas rodadas, a equipe está brigando em pé de igualdade com equipes como o Inter que há seis meses estava ali, disputando a final do Brasileiro. Um time forte, um estádio difícil, e estamos brigando pelas vagas diretas de Libertadores e vamos brigar até o final", contou o treinador.

Apesar disso, Sylvinho lamentou o gol de empate, que tirou a oportunidade de o Corinthians sair com a vitória no final de semana:

"Esse resultado no Beira-Rio até o último minuto era nosso, com todos os méritos. O time fez uma boa partida, veio jogar num campo difícil, contra um adversário em há pouco tempo disputou até a última rodada o título brasileiro (de 2020), um time forte, com grandes jogadores. Viemos, tomamos um gol, começamos mal o jogo, demos a volta no marcador, que é algo muito difícil. O percentual de viradas no Brasileiro é baixo, as pesquisas mostram, é muito difícil você dar a volta, nós demos com méritos, com alterações, com a qualidade dos atletas, com mudanças destes atletas em campo. Então esse resultado não é o pior. O melhor era a vitória, e trabalhamos para vencer, mas no último minuto eles acertaram um chute e isso você não controla. Tu controla o trabalho, a motivação do atleta, a entrega e tudo foi feito. Em grande parte do jogo, estivemos melhores. Fizemos os dois gols, merecemos os dois gols, no último minuto tivemos um empate. Era um jogo de vitória", disse.

Agora, o Corinthians volta a campo diante da Chapecoense, somente no dia 1º de novembro, na Neo Química Arena. Serão sete dias entre um jogo e outro, na partida que fechará a 29ª rodada do Brasileirão, e até lá, Sylvinho vai poder fazer bastantes testes.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!