Sportbuzz
Testeira
Futebol / FORAM BEM!

Apesar das críticas, Renato Gaúcho exalta vitória do Flamengo na Libertadores: "Não adianta praticar futebol bonito e perder"

Flamengo acabou vencendo o Defensa y Justicia na Libertadores, mas a equipe de Renato Gaúcho foi bastante criticada pelo seu desempenho

Redação Publicado em 15/07/2021, às 08h10

Renato Gaúcho, treinador do Flamengo, no banco de reservas do time durante a Libertadores - GettyImages
Renato Gaúcho, treinador do Flamengo, no banco de reservas do time durante a Libertadores - GettyImages

Na estreia de Renato Gaúcho como treinador do Flamengo, a equipe até saiu com a vitória diante do Defensa y Justicia, na Libertadores, mas o elenco em si, foi bastante criticado pela atuação que não agradou aos torcedores.

Em entrevista coletiva, Renato Gaúcho deixou as críticas de lado, e exaltou o resultado conquistado fora de casa, no jogo de ida das oitavas de final da competição, e ainda disse que o mais importante foi conquistado.

"Não me incomodo com isso. O mais importante foi a vitória. Não adianta praticar futebol bonito e perder a partida. Nas próximas partidas provavelmente vai ser isso, uma equipe bastante desfalcada, que jogou com muita raça. O entrosamento não é o mesmo, a equipe principal já tem entrosamento necessário, que é muito bom, mas havia dificuldades", disse antes de completar.

"Sabia que iríamos encontrar dificuldades, mas não é fácil ganhar fora de casa na Libertadores. É sempre um jogo complicado, difícil, independente do resultado. Prevaleceu a vontade, concordo que o Flamengo não esteve tão bem, mas o mais importante foi a vitória. Temos mais 90 minutos para jogar no Brasil e carimbar a passagem para a próxima fase", concluiu.

Para o treinador, o que aconteceu foi a falta de entrosamento entre alguns jogadores, e os desfalques da equipe, que para ele, influenciaram diretamente no desempenho do time como um todo.

Diante do Defensa y Justicia na Libertadores, Renato Gaúcho não pôde contar com quatro atletas à disposição: o zagueiro Rodrigo Caio, o volante Willian Arão, o meia Diego e o atacante Bruno Henrique.

"Faltava ritmo de jogo para eles, e entrosamento para a nossa equipe. Thiago (Maia) e João (Gomes) jogaram pela primeira vez juntos. O importante é observar o que acontece. Se fizer a pergunta ao nosso torcedor se ele gostaria de ver o Flamengo jogando bem e não ter ganho o jogo, pode ter certeza que a opinião dele é a mesma que a minha: importante é que vencemos e demos um passo importante", indicou.

"O torcedor pode ficar tranquilo. Eu conheço muito bem o Flamengo. Quando todo mundo estiver à disposição e tivermos tempo para treinar, o grupo vai estar muito mais forte", garantiu.

Chegando no Brasil nesta quinta-feira, 15, o Flamengo volta a campo contra o Bahia, no domingo, 18, pelo Campeonato Brasileiro.

Já na Libertadores, o jogo de volta contra o Defensa y Justicia acontece na próxima quarta-feira, 21, e a equipe precisa somente de um empate para se classificar às quartas de final.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!