Sportbuzz
Testeira
Futebol / LIBERTADORES

Análise dos confrontos dos clubes brasileiros nas oitavas da Libertadores!

Restam apenas 16 equipes na disputa pelo troféu; veja quem enfrenta quem e a data dos jogos!

Lucas Cesare Publicado em 12/07/2021, às 19h12 - Atualizado às 21h30

Análise dos confrontos das oitavas de final da Libertadores - GettyImages
Análise dos confrontos das oitavas de final da Libertadores - GettyImages

Boca Juniors-ARG x Atlético-MG (ida: 13/07; volta: 20/07)

O Boca Juniors vem de um período de intertemporada, onde sofreu grande reformulação em seu elenco e, portanto, irá para o jogo sem cinco jogadores que eram titulares no início de 2021: Andrada e Capaldo, vendidos, Carlitos Tévez, que anunciou aposentadoria e o meia Almendra, lesionado.

Os argentinos foram eliminados na primeira fase do Campeonato Argentino pelo Racing e conseguiram se classificar na Libertadores, no sufoco, na segunda posição do grupo D.

 

Já o Atlético-MG vem em ótima fase para o duelo. A equipe do técnico Cuca venceu seus quatro últimos compromissos pelo Campeonato Brasileiro, onde ocupa a terceira posição na tabela. Além disso, o Galo foi a melhor campanha da fase de grupos da Libertadores, e por isso, poderá decidir o confronto em casa, sendo o favorito para avançar às quartas.

Cerro Porteño-PAR x Fluminense (ida: 13/07; volta: 20/07)

O Cerro Porteño, comandado pelo técnico Francisco Arce, conseguiu a classificação ficando em segundo lugar no Grupo H, com 10 pontos somados. No entanto, a equipe chega com uma certa desvantagem, já que não entra em campo desde o dia 28 de maio, pelo fim do torneio de Abertura do Campeonato Paraguaio, onde terminou na quarta posição, com 28 pontos em 18 jogos.

Do outro lado, o Fluminense, de Roger Machado, terminou como líder do Grupo D, com 11 pontos conquistados e, apesar de estar ativo por conta da realização do Brasileirão, a equipe não está vivendo uma boa fase na competição nacional. Mas vem de vitória, por 2 a 1, contra o Sport na 11ª rodada e chega mais confiante para o confronto pela Libertadores.

São Paulo x Racing-ARG (ida: 13/07; volta: 20/07)

O São Paulo venceu os dois últimos jogos pelo Brasileirão e respira um pouco mais aliviado, tendo conseguido sair da temida zona de rebaixamento. O duelo marca o reencontro entre o líder e o vice-líder do Grupo E da primeira fase. O time argentino encerrou a fase de grupos como o primeiro colocado da chave, com 14 pontos, três a mais que o Tricolor.

Nos dois encontros entre os times nesta edição da Libertadores, o Racing não perdeu. Pela terceira rodada da fase de grupos, o duelo ficou empatado em 0 a 0 e, pela quinta rodada, o time argentino venceu por 1 a 0. Como fizeram melhor campanha, os argentinos decidem o duelo em casa. Este, sem dúvida, é um dos confrontos mais acirrados das oitavas de final.

Universidad Católica-CHI x Palmeiras (ida: 14/07; volta: 21/07)

A Universidad Católica se classificou em segundo lugar do grupo F com nove pontos somados. A equipe foi eliminada da Copa do Chile pelo Everton de Vina no último dia 3 e não entra em campo desde então.

Já o Palmeiras é o líder isolado do Campeonato Brasileiro com 25 pontos somados. São oito vitórias, um empate e duas derrotas em 11 partidas disputadas até aqui. A equipe de Abel Ferreira conseguiu espantar a má fase que parecia se instaurar no clube depois da eliminação para o CRB pela Copa do Brasil e parece ter reencontrado o bom futebol, sendo a grande favorita para se classificar no duelo. Além disso, a equipe ainda conta com o reforço de Dudu.

Defensa y Justicia-ARG x Flamengo (ida: 14/07; volta: 21/07)

Além do Flamengo, o Defensa y Justicia tem sofrido com outro rival fora de campo, o River Plate. A equipe de Marcelo Gallardo, precisando de reforços, foi buscar dois no rival argentino, o jovem Enzo Fernández, de apenas 20 anos, que estava emprestado pelo River e foi chamado de volta seis meses antes de seu contrato acabar, e o atacante Braian Romero, atacante que foi destaque da equipe.

Já o Flamengo, depois de uma sequência de maus resultados e da demissão do então técnico Rogério Ceni, terá novidades para o confronto. A partida marcará a estreia de Renato Gaúcho no comando da equipe rubro-negra, que contará com o retorno de todos os jogadores que estavam servindo suas respectivas seleções na disputa da Copa América, portanto Gabigol e Éverton Ribeiro devem aparecer entre os titulares da equipe.

Olimpia-PAR x Internacional (ida: 15/07; volta: 22/07)

Assim como o Cerro Porteño, o Olimpia não disputa uma partida oficial desde o dia 30 de maio, o que já deixa a equipe em uma ligeira desvantagem em relação ao rival. A equipe paraguaia segundo lugar do grupo B, mesmo grupo do Internacional, com nove pontos (um a menos do que o Colorado).

Por outro lado, o Inter não vive boa fase no Campeonato Brasileiro. Sem vencer há cinco jogos, a equipe vem de três empates e duas derrotas e somou apenas três pontos dos últimos 15 possíveis. Entretanto, a equipe bateu o adversário nos dois jogos pela fase de grupos (6 a 1, em casa e 1 a 0, fora de casa), o que credencia os brasileiros como favoritos para se classificarem no confronto.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!