Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » EXPERIÊNCIA!

Algoz do River Plate em 1999, Alex dá dicas para Palmeiras eliminar rivais na Libertadores

Jogador foi o craque da equipe no título continental do Verdão e comparou o atual time com os campeões de 99

Redação Publicado em 12/01/2021, às 15h00 - Atualizado às 15h56

Jogadores do Palmeiras em ação
Jogadores do Palmeiras em ação - GettyImages

Alex é um dos grandes meias que vestiram a camisa do Palmeiras. Conhecido por ter sido um maestro em campo, o ex-jogador foi um dos responsáveis por conduzir o Verdão ao seu primeiro e único título de Libertadores, em 1999, eliminando o River Plate nas semifinais daquela edição do torneio. 

Em entrevista exclusiva para a ESPN, o ex-jogador relembrou a campanha realizada pela equipe no título da Libertadores e comparou com o atual elenco. Vale ressaltar que, as semelhanças entre os elencos ficam também para o extracampo, já que ambos, para serem campeões da América, tiveram, ou terão, que eliminar o River para se sagrar campeão. 

Com algumas dicas aos jogadores, Alex disse: "Acho que tem que jogar como se estivesse 0 a 0, tentando buscar o 1 a 0. O Palmeiras marcou bem demais em Buenos Aires, teve uma estratégia muito bem executada. Mas, acredito que o Abel vá estudar muito os detalhes. Quando estava 0 a 0, o River poderia ter saído na frente". 

"O Weverton fez uma grande defesa, o Borré perdeu um lance por chegar atrasado. Em Buenos Aires, as coisas correram a favor do Palmeiras. Mas é atuar como se não houvesse vantagem. Mas, vejo que os atletas tiveram esse entendimento, que venceram uma partida e não que conseguiram a classificação", seguiu explicando.

Além disso, Alex também comentou sobre fazer uma decisão sem torcida no estádio. De acordo com o ídolo palmeirense, esse fator interfere na preparação mental do jogador para o confronto. Além disso, destacou que a torcida foi um diferencial em 1999 para a conquista da América.  

"Eu joguei várias vezes sem torcida, principalmente na Turquia por que eles têm por parte tirar o público como suspensão. É outra coisa, outro futebol. É outra motivação, outra preparação. Eu não consigo transferir isso. Não consigo ver 99 sem público e nem tenho vontade disso", revelou. 

O ex-jogador continuou valorizando a importância dos torcedores para vencer aquele título continental: "Aquele título tem uma participação muito grande do torcedor. O Palmeiras tinha chegado na final, mas ainda não tinha vencido. A participação do público foi vital".

Outro fator semelhante entre os times de 1999 e 2021 e que Alex apontou durante a entrevista para ESPN, foi a entrega. O craque ressaltou essa qualidade do atual elenco e colocou como um ponto decisivo para a decisão desta terça-feira, 12, no Allianz Parque. 

"Todo time que imagina ser campeão tem um desejo além, uma entrega um pouco a mais, porque você tem que ultrapassar seus limites, buscar algo a mais que o dia a dia. Jogadores que queiram marcar seus nomes no clube, serem campeões, time que se entregam que executa bem. As coisas passaram muito e mudaram. Mas, em função do desejo e da entrega, eu acho que são semelhantes", concluiu.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!