Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify Sportbuzz
Futebol / EITA!

Alexandre Pato abre o jogo sobre passagens por Corinthians e São Paulo

Ex-jogador do Corinthians e do São Paulo, Alexandre Pato revelou motivos que levaram a uma melhor atuação no Tricolor e sua verdadeira relação com o Timão

Redação Publicado em 31/05/2022, às 13h42

Alexandre Pato - Reprodução/Instagram
Alexandre Pato - Reprodução/Instagram

Alexandre Pato foi sincero sobre sua época no Corinthians e no São Paulo em carta aberta para o portal “The Players Tribune”. Atualmente atacante no Orlando City, da liga estadunidense, o jogador também abordou outras questões pessoais, como complicações de saúde e a transferência precoce para o Milan, antes de completar 18 anos.

Sobre sua temporada no Timão, iniciada em 2013, disse: “Cheguei como um astro do futebol europeu, com um salário alto, o que já cria uma distância em um país tão desigual como o Brasil. Então a exigência da torcida era gigantesca. Quando eu perdi o pênalti contra o Grêmio nas quartas de final da Copa do Brasil, fui o único culpado”.

CANAL - SPORTBUZZ:

Embora não tenha tecido críticas ao clube, Pato não poupou a torcida alvinegra. “Não é verdade que colegas de elenco tentaram me bater. Ninguém fez nada. Mas os torcedores queriam me bater e me matar [...]. Os torcedores invadiram o CT com pedaços de pau e facas. Isso é uma loucura, algo assustador. Isso não deve ter lugar no futebol de jeito nenhum”, desabafou o atleta de 32 anos.

Pato também detalhou a sua primeira temporada no rival Tricolor e lamentou o desdobramento com o Chelsea em 2016. “Sabe por que eu joguei muito melhor no São Paulo? Porque eles cuidaram de mim. Lá eu só precisava jogar. Mas quando o Chelsea se interessou por mim, eu ainda sonhava em voltar para a Europa. Infelizmente, mais uma vez eu paguei o preço por ser superprotegido”, explicou.

Alexandre Pato
Alexandre Pato (Créditos: Reprodução/Instagram)

Eu ainda não entendia os bastidores. Pensei que fossem me levar por empréstimo por seis meses e depois eu assinaria um contrato por mais três anos. Eu não sabia que eles poderiam dizer não depois do empréstimo. E se eu soubesse? Teria ido para outro clube. Foi uma pena, porque eu estava treinando muito bem, mas o técnico me colocou para jogar em apenas dois jogos. Nunca entendi direito o porquê”.

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!