Sportbuzz
Testeira
Futebol / LAMENTÁVEL!

Alef Manga marca, desabafa, e revela que foi ameaçado de morte por torcedores do Goiás

Alef Manga contou que viveu momentos bem complicados depois da derrota do Goiás para o Náutico

Redação Publicado em 15/07/2021, às 07h32

Alef Manga durante entrevista ao Goiás - Youtube / Goiás Esporte Clube
Alef Manga durante entrevista ao Goiás - Youtube / Goiás Esporte Clube

Foram dias de sufoco e muita apreensão para o atacante do Goiás, Alef Manga. Depois de marcar um gol na noite desta quarta-feira, 14, diante do CSA, o jogador desabafou em entrevista depois da partida, e contou que estava sendo ameaçado de morte por alguns torcedores.

Acontece que o jogador do Goiás, que acabou se envolvendo em uma confusão com outros torcedores do esmeraldino depois de o time perder para o Náutico, na última sexta-feira, 9, disse que recebeu as ameaças durante toda a semana desde então.

 

Assim, Alef Manga fez questão de dizer que estava se sendo muito pressionado nos últimos dias, e que além dele, o gerente de futebol Paulo Egídio também foi alvo das ameaças vindas da torcida esmeraldina.

No entanto, visivelmente mais aliviado, o jogador também comemorou o gol marcado, e disse que não é fácil, mas que está lá para defender a camisa do Goiás.

"Quero agradecer a Deus por esse gol. Agradecer à minha equipe, ao professor Pintado, aos torcedores, ao presidente e ao Egídio (gerente), que está sendo ameaçado pela confusão que teve depois do jogo do Náutico. Estou muito feliz pelo gol e por ajudar. Sempre que vestir essa camisa, vou dar o máximo que puder. Sabemos que nosso objetivo não é fácil, ficar entre os quatro na Série B, mas estou muito feliz por marcar", disse antes de completar.

"Acredito que é normal o jogador sentir uma pressão. Eu estava jogando bem, mas não estava conseguindo fazer gol, que é o meu principal objetivo. Feliz por dar esse presente para a torcida do Goiás. Vim com esse objetivo. Só Deus sabe o que passei essa semana, sendo ameaçado de morte pela cobrança que teve. Mas sei a responsabilidade que carrego por vestir essa camisa", concluiu.

O caso

No momento em que tudo aconteceu, Alef Manga e o gerente Paulo Egídio começaram a discutir com alguns torcedores. O clima acabou esquentando, e o dirigente até foi acusado de ter cuspido em um dos presentes.

Chegando na equipe do Goiás com status de grande reforço, especialmente por ter sido artilheiro do Campeonato Carioca, Alef Manga estava sendo bem criticado pelos poucos gols na equipe. Para se ter uma ideia, esse gol marcado contra o CSA foi o segundo dele pelo novo clube.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!