Sportbuzz
Testeira
Futebol / ELIMINATÓRIAS

Agentes da Anvisa interrompem partida entre Brasil e Argentina

Duelo válido pelas Eliminatórias da Copa é paralisado aos seis minutos do primeiro tempo

Redação Publicado em 05/09/2021, às 16h20 - Atualizado às 16h22

Agentes da Anvisa interrompem partida entre Brasil e Argentina - GettyImages
Agentes da Anvisa interrompem partida entre Brasil e Argentina - GettyImages

O jogo entre Brasil e Argentina neste domingo, 5, na Neo Química Arena, foi interrompido aos cinco minutos do primeiro tempo, depois que agentes da Anvisa e da Polícia Federal apareceram na beira do campo para impedir que o confronto seguisse.

Os agentes entraram na partida para retirar de campo quatro jogadores da Seleção Argentina que vieram da Inglaterra, são eles: o goleiro Emiliano Martinez, os meias Emiliano Buendia e Giovani Lo Celso e o zagueiro Cristian Romero. Após a invasão, toda a delegação argentina deixou o campo.

Enquanto a delegação argentina aguardava no vestiário, Lionel Messi e o técnico Scaloni foram à beira do campo para falar com os jogadores do Brasil, o técnico Tite e o coordenador Juninho Paulista.

Na manhã deste domingo, a Anvisa comunicou à Polícia Federal que os quatro jogadores da Seleção Argentina entraram no Brasil com declarações sanitárias falsas no formulário.  Em nota, a entidade pediu para que os atletas fossem mandados de volta para a Argentina, alegando que eles não poderiam permanecer no país.

“A Anvisa considera a situação risco sanitário grave, e por isso orientou às autoridades em saúde locais a determinarem a imediata quarentena dos jogadores, que estão impedidos de participar de qualquer atividade e devem ser impedidos de permanecer em território brasileiro”, informou a nota publicada em seu site.

A Anvisa realizou uma reunião com as autoridades de saúde após consulta dos passaportes dos argentinos e confirmou que os atletas descumpriram os protocolos para a entrada de viajantes no Brasil. Viajantes com passagens por Reino Unido, África do Sul, Irlanda do Norte e Índia não podem entrar no país sem antes cumprir quarentena de 14 dias.

O quarteto argentino atua no Campeonato Inglês e, na chegada ao Brasil, informou não ter passado por nenhum dos quatro países nos últimos 14 dias. Emiliano Martínez, do Aston Villa, Cristian Romero e Lo Celso, do Tottenham, e Buendía, do Norwich, não cumpriram o período estabelecido pelas autoridades de saúde.

Durante a transmissão da “TV Globo”, o narrador Galvão Bueno entrou em contato ao vivo com Antonio Barra Torres, diretor-presidente da Anvisa, para explicar a situação.

“São quatro jogadores. Eles, ao chegarem em território nacional, apresentam a declaração de saúde do viajante. Neste documento não falava que eles passaram por um dos três países que estão restritos, justamente para a contenção da pandemia. Mas depois foi constatado que eles passaram pelo Reino Unido. Foi constatado entre ontem de noite e hoje. Chegamos nesse ponto porque tudo aquilo que a Anvisa orientou, desde o primeiro momento, não foi cumprido. Eles tiveram orientação para permanecer isolados para aguardar a deportação. Mas não foi cumprido. Eles se deslocam até o estádio, entram em campo, há uma sequência de descumprimentos”, disse Torres.

A delegação argentina aguarda a liberação das autoridades sanitárias brasileiras. Se o quarteto for permitido de permanecer no país, a seleção retorna para a partida. Caso contrário, a AFA informou que a Argentina não retornará para o jogo.


 

 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!