Sportbuzz
Testeira
Futebol / FALA, PROFESSOR!

Abel Ferreira fala sobre confronto contra o São Paulo e minimiza tabu: "Vamos procurar mudar a história"

Abel Ferreira, treinador do Palmeiras, revelou em entrevista coletiva que não pensa no tabu contra o São Paulo na Libertadores

Redação Publicado em 22/07/2021, às 08h30

Abel Ferreira fala sobre tabu contra o São Paulo - Flickr - Cesar Greco/Palmeiras
Abel Ferreira fala sobre tabu contra o São Paulo - Flickr - Cesar Greco/Palmeiras

Nesta quarta-feira, 21, o Palmeiras venceu a Universidad Católica por 1x0 e se classificou para enfrentar o São Paulo nas quartas de finais da Copa Libertadores da América. O placar simples não retratou a real superioridade do clube paulista, que fez o goleiro Pérez trabalhar muito durante a partida.

O gol da vitória foi marcado por Marcos Rocha. Depois de grande jogada de Zé Rafael, Wesley recebeu a bola na ponta esquerda fez o cruzamento, viu Raphael Veiga finalizar na trave e o camisa 2 completar para as redes após o rebote.

 

Depois da partida, Abel Ferreira, treinador do Palmeiras, falou sobre o tabu envolvendo o rival na competição. Em oito jogos, são seis vitórias do São Paulo e dois empates.

"Eu, primeiramente, pensei que ia me dar parabéns por passar à fase seguinte. Estava à espera dessa, mas vou responder. Para mim, não há tabus. Apesar de a história ser contra o Palmeiras, nós vamos procurar, como desde que chegamos aqui, mudar a história.", falou o treinador.

Historicamente, em confrontos mata-mata no geral, o retrospecto também não ajuda o Palmeiras. Em 17 confrontos contra o São Paulo, em fases eliminatórias e finais, o Palmeiras se classificou em apenas três oportunidades e foi eliminado em 14 delas.

Também falando sobre a reposição na lateral esquerda depois de uma saída iminente de Matías Viña, Abel foi direto ao dizer quem sugeriu à diretoria.

"Sugeri, o Renan. Que está jogando agora e que fez uma grande partida hoje. É isso que temos que valorizar, o trabalho dos nossos jogadores, o trabalho da base, trabalho desta equipe técnica, o trabalho deste clube. Não sei se vai ser o Jorge. Não gosto muito de valorizar aquilo que não tenho. Gosto de valorizar aquilo que tenho, não é o melhor do mundo, mas é aquilo que eu tenho, eu também não sou o melhor treinador do mundo, mas confio nas minhas capacidades, na minha qualidade e na minha competência, e é isso que passo para os meus jogadores.", falou.

A partida ainda não tem data oficial marcada, mas antes dela, o São Paulo tem compromissos pelo Brasileirão e pela Copa do Brasil, enquanto o Palmeiras joga só pelo Campeonato Brasileiro para tentar se manter na ponta da tabela.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!