Sportbuzz
Testeira
Futebol / NADA DISSO!

Abel Ferreira nega ter perdido vestiário do Palmeiras e esclarece: "Não grito com os meus jogadores"

Abel Ferreira não gostou nada de saber que circulavam informações de que os jogadores do Palmeiras perderam a confiança nele

Redação Publicado em 26/10/2021, às 09h50

Abel Ferreira, treinador do Palmeiras - GettyImages
Abel Ferreira, treinador do Palmeiras - GettyImages

Depois de vencer o Sport 2 a 1 na noite desta segunda-feira, 25, o Palmeiras, sob o comando de Abel Ferreira, conquistou uma sequência de três vitórias seguidas no Brasileirão, e voltou para a vice-liderança da competição, de olho em todos os movimentos do Atlético-MG lá em cima.

 

Abel Ferreira está perto de completar um ano sob o comando da equipe paulista, e aproveitou a coletiva de imprensa realizada depois do jogo para negar que tenha perdido o vestiário do Palmeiras, e que os jogadores estariam insatisfeitos com ele.

"Alguns dizem que 'o professor perdeu o vestiário, perdeu não sei o que…'. Não grito com os meus jogadores. Gosto de falar com homens. Antes de atletas, são homens. Quando sentir que perdi o grupo, sou o primeiro a ir. Se fiquei, há trabalho a fazer", disse o treinador.

Além disso, acontece que desde a classificação da equipe Alviverde para a final da Libertadores diante do Atlético-MG, quando o treinador português falou do tal "um vizinho" que criticava suas decisões, ele tem feito diversos comentários sobre a imprensa brasileira.

Depois do apito final no Allianz Parque na última noite, o treinador voltou a fazer comentários sobre o jornalismo esportivo praticado no Brasil.

"Os mais jovens e mais velhos têm sido perfeitos. E quando critico publicamente, é de pai pra filho. Minhas filhas têm que levar nas orelhas. A intenção é no sentido construtivo e não quer dizer que perdi o vestiário. Há o jornalismo feito do ódio, da inveja. Há o jornalismo feito de forma honesta, sem que tenha ódio e críticas baratas. As pessoas não me conhecem como homem, pai. Podem me criticar como treinador, mas quando para ofensa, mostra o caráter de quem está do outro lado", apontou.

O comandante português ainda fez um balanço sobre o período em que esteve á frente do Verdão, onde passou por períodos de oscilação e conquistou a Libertadores e Copa do Brasil na última temporada.

"Gosto de fazer balanços só ao final da temporada, mas digo a vocês que que um treinador com ambição, pra ganhar títulos, só pode treinar times da dimensão do Palmeiras. Escolha certa do clube e técnico. Agora é um dia de cada vez até quando Deus quiser. No final faremos o balanço e decidiremos o que é melhor", finalizou.

Agora que bateu o Sport, o Palmeiras alcançou os 49 pontos e deixou a diferença para o Atlético-MG em 10 pontos.

A equipe vai ter uma semana livre para treinos e só volta para os gramados pelo Brasileirão no próximo domingo, 31, quando pega o Grêmio, às 16h (horário de Brasília), em Porto Alegre.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!