Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » MUNDIAL DE CLUBES

Abel Ferreira explica oscilação do Palmeiras e usa Klopp e Guardiola de exemplos

Técnico do Palmeiras falou antes da disputa do terceiro lugar no Mundial de Clubes e citou treinadores de Liverpool e Manchester City

Redação Publicado em 10/02/2021, às 16h00 - Atualizado às 16h01

Abel Ferreira explica oscilação do Palmeiras: “Não há treinador que não jogue para ganhar”
Abel Ferreira explica oscilação do Palmeiras: “Não há treinador que não jogue para ganhar” - Cesar Greco/Palmeiras/Fotos Públicas

O Palmeiras enfrenta o Al Ahly nesta quinta-feira, 11, às 12h (de Brasília), pela disputa do terceiro lugar do Mundial de Clubes da Fifa. A eliminação para o Tigres-MEX, na semifinal da competição, foi alvo de críticas pela postura da equipe durante a partida.

Em entrevista coletiva nesta quarta-feira, o técnico Abel Ferreira falou sobre a oscilação do Palmeiras, que enfrenta uma maratona de jogos, e destacou que é preciso reconhecer a força dos adversários. O treinador citou Pep Guardiola (Manchester City) e Jürgen Kloop (Liverpool) para explicar os diferentes desempenhos do Verdão.

“Uma coisa é o que queremos e gostamos de fazer. Outra é o que o adversário nos deixa fazer. Vocês nunca colocam na equação o adversário. Nós temos que ter futebol propositivo, pressionar, ter controle de jogo e o adversário nunca entra na equação. Vou dar exemplo do Liverpool. No Liverpool, treinador é o mesmo, elenco é o mesmo e estão sete jogos sem ganhar. Se fosse no Brasil, o que ia acontecer? Caso do City, com mesmo treinador, mesmos jogadores, investimentos brutais, escolhem os jogadores que querem. Começou mal e agora está bem”, explicou Abel.

“Não há treinador nenhum e jogador nenhum que não jogue para ganhar. Gostamos de ter controle da bola, mas há jogos em que o adversário nos proporciona mais transições, que tem mais posse e que nos obriga a roubar, ser mais rápido e mais vertical. Isso tem a ver com a forma do nosso adversário atacar. E a forma de ter menos posse, tem a ver com forma que nosso adversário defende. Se ele pressiona, talvez tenhamos menos posse. Tem adversários que marcam com bloco baixo, tem como estratégia esperar mais e aí temos mais tempo para construir”, completou.

Palmeiras e Al Ahly, do Egito, entram em campo nesta quinta-feira, 11, a partir das 12h (de Brasília), na disputa do terceiro lugar do Mundial de Clubes da Fifa.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!