Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » ESCLARECENDO!

Abel Ferreira explica declaração polêmica sobre demissão do Palmeiras: "O meu português é diferente"

Treinador do Palmeiras, Abel Ferreira deixou os torcedores confusos após dizer que esperava ser demitido

Redação Publicado em 30/05/2021, às 19h16

Abel Ferreira explica declaração polêmica sobre demissão do Palmeiras
Abel Ferreira explica declaração polêmica sobre demissão do Palmeiras - GettyImages
Antes da partida deste domingo, 30, entre Flamengo e Palmeiras, que acabou sendo vencida pela equipe carioca por 1 a 0, o treinador AbelFerreirase envolveu em uma polêmica ao dizer que estava esperando pela demissão da equipe Alviverde.
 
 
Depois da partida, o treinador do Verdão explicou o que ele quis dizer na entrevista que gerou preocupação nos torcedores palmeirenses.
 
"O que eu sinto é que o português de Portugal é diferente daqui. Depois do jogo contra o São Paulo, dei parabéns ao São Paulo, à equipe técnica, aos jogadores, mas ninguém passou isso. Cortaram e passaram. O meu português é diferente. Tenho que falar mais devagar, porque recebem mal. Nesse contexto, a pergunta foi feita se eu estava chateado com as críticas, com o futebol brasileiro, eu contextualizei e disse que sou grato ao futebol brasileiro, foi aqui que ganhei meus títulos, só tinha treinado clubes de média dimensão. O PAOK é um grande clube, basta ir na internet e ver a dimensão que tem. Quando cheguei aqui disse que para juntar títulos à minha carreira teria que treinar grandes clubes, como o Palmeiras. Na sequência veio um treinador demitido na primeira rodada (Alberto Valentim, do Cuiabá), que para mim é... Dentro dessa perspectiva, como eu, até hoje, ainda não fui despedido, foi só isso que disse", disse.
 
"Procuro seguir meu trabalho. Na última entrevista disse que estou em um grande clube, com grandes jogadores, oferecem todas as condições para triunfarmos, mas tenho pena que vocês aqui, ou alguma imprensa, já que não posso colocar todos no mesmo saco... Alguns são sérios e verdadeiros e passam a mensagem correta de tudo aquilo que digo. Contra o Flamengo na Supercopa, eu disse que era responsável por aquilo que eu dizia, não pelo que escreviam. Eu sei que para termos cliques na página, no blog, no programa de televisão, tem que ser sensacionalista, dramático, mas vem tudo no contexto dessa pergunta, se eu estava chateado com as críticas ou futebol brasileiro. Disse que não, sou melhor treinador hoje, mais valorizado, mas sou a mesma pessoa. Vou continuar a fazer o nosso trabalho. Ontem vi um grande jogo, e vi um dos melhores treinadores do mundo (Pep Guardiola) ficando em segundo e beijando a medalha de prata, porque sabe perfeitamente o que lhe custou chegar à final. Vamos seguir com nosso trabalho. A imprensa é muito sensacionalista. É preciso contextualizar onde foi dito. E mais do que isso, fiquei extremamente aborrecido porque não passaram os meus últimos 30 segundos da entrevista coletiva depois do jogo contra o São Paulo, só pode ser de má fé, só pode ser de má fé. Ou não sei. Não sou eu que controlo. O que posso dizer é que falo aos meus atletas que tudo que vem de fora tem de nos tornar mais fortes", completou.
 
Além da polêmica, Abel também analisou a atuação do Palmeiras contra o Flamengo. Segundo ele, o time foi superior no primeiro tempo, mas pecou na hora de fazer o gol e se colocar à frente no placar.
 
"No primeiro tempo, um jogo muito equilibrado entre duas boas equipes, mas para mim as grandes chances no primeiro tempo foram nossas, o goleiro do Flamengo faz uma defesa incrível que poderíamos estar na frente no placar. Mas futebol é isso. Nós finalizamos seis contra três do Flamengo. No segundo tempo, eles foram melhores, finalizaram mais vezes, conseguiram desequilíbrios individuais no lado esquerdo com o Bruno Henrique", indicou.
 
"O jogo se decidiu nesse detalhe, qualidade individual de um jogador, aproveitou muito bem quando esteve livre da marcação. A partir do gol o Flamengo controlou o jogo, estava em vantagem. procuramos arriscar, tivemos uma chance na cabeça do Rony, um chute do Menino... Fomos melhores no primeiro tempo e deveríamos ter feito um gol, não fizemos, no segundo tempo o Flamengo foi melhor", concluiu.

 
 
 
 
 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!