Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Futebol » LISTA!

Dez bons técnicos brasileiros que estão desempregados e podem reforçar seu time em 2021; confira!

Multicampeões “esquecidos” que podem pintar em clubes da série A na próxima temporada

Redação Publicado em 17/02/2021, às 19h43

Tiago Nunes na época em que treinava o Corinthians
Tiago Nunes na época em que treinava o Corinthians - Getty Images

Com a crescente tendência dos clubes brasileiros em contratar técnicos estrangeiros, muitos treinadores brasileiros que já venceram muita coisa, acabam por ser esquecidos pelos clubes de seu próprio país. E é para isso que nós montamos essa lista, com 10 bons nomes de técnicos brasileiros que se encontram desempregados e podem reforçar seu time nos estaduais que estão para começar.

1- Tiago Nunes

O técnico fez um excelente trabalho no Athletico Paranaense, onde teve um aproveitamento de quase 60%, coroado com as conquistas da Copa Sul-Americana e da Copa do Brasil. Seu último trabalho foi pelo Corinthians em 2020, onde, afetado pela pandemia da COVID-19, o treinador comandou a equipe em apenas 28 jogos em um período de 10 meses e acabou sendo demitido após uma sequência de maus resultados.

2- Dorival Júnior

O treinador já soma quase 20 anos de carreira como técnico de clubes brasileiros. Com passagens em times de todo o Brasil, destacam-se: Figueirense, Coritiba, Vasco, Sport, Santos, Internacional e Athletico Paranaense. Seu último trabalho foi no Furacão em 2020, onde conquistou um Campeonato Paranaense com a equipe.

Dorival Júnior estava no Athletico-PR (Crédito: GettyImages)

 

3- Mano Menezes

Mano costuma ter um bom aproveitamento nos clubes por onde passa. Entre seus títulos encontramos dois Campeonatos Brasileiros da Série B, três Copas do Brasil, além de alguns estaduais. Também ressaltamos que o treinador teve uma fraca passagem pela Seleção Brasileira, onde conseguiu uma medalha de prata nos Jogos Olímpicos de 2012. Encontra-se sem clube desde 20 de dezembro de 2020, quando foi demitido do Bahia após perder para o Flamengo de 4 a 3 e deixar o clube na 16ª posição na tabela.

Mano Menezes estava no Bahia (Crédito: GettyImages)

 

4- Fernando Diniz

O polêmico treinador encerrou recentemente sua passagem pelo São Paulo após uma sequência de maus resultados que acabaram custando o título brasileiro. O técnico divide opiniões a seu respeito, pela sua maneira de propor o futebol que é diferente dos demais treinadores do Brasil, com a proposta de sempre manter a posse da bola e pressionar o adversário, evitando os famosos “chutões”. Fernando Diniz surgiu para o futebol após sua excelente campanha com o Audax no Campeonato Paulista de 2016, onde foi vice-campeão.

Fernando Diniz estava no São Paulo (Crédito: GettyImages)

 

5- Oswaldo de Oliveira

Oswaldo é um experiente técnico que já soma mais de 20 anos de carreira. Seu primeiro trabalho foi pelo Corinthians nos anos de 1999 e 2000, onde sagrou-se campeão brasileiro e mundial. Após isso, passou por diversos outros clubes do país e do exterior, destaque para o Kashima Antlers, onde foi campeão japonês por três anos seguidos. Seu último trabalho foi pelo Fluminense em 2019, que chegou ao fim após o treinador ter se desentendido com Paulo Henrique Ganso à beira do campo. O técnico tinha feito apenas seis partidas pelo clube, somando duas vitórias, um empate e três derrotas.

Oswaldo de Oliveira estava no Fluminense (Crédito: GettyImages)

 

6- Roger Machado

Roger é um técnico jovem (45 anos), mas que já possui boa experiência em sua carreira. Mesmo ainda não tendo conquistado nenhum título como treinador, ele possui bons trabalhos por onde passou, com aproveitamento acima de 60% na época em que treinou o Grêmio e o Atlético Mineiro e de 68.18% quando estava no Palmeiras, computando 27 vitórias, 9 empates e 8 derrotas. No Bahia, última equipe que treinou o desempenho não foi o mesmo, sendo de 50.45% em 74 partidas disputadas. O técnico está sem clube desde dois de setembro de 2020.

Roger Machado estava no Bahia (Crédito: GettyImages)

 

7- Zé Ricardo

Também sendo um técnico jovem (49 anos), Zé Ricardo realizou seus melhores trabalhos em clubes cariocas, sendo que ele treinou três dos quatro grandes do Rio, não treinando apenas o Fluminense. Iniciou sua carreira no Flamengo, onde realizou 90 jogos, teve 62% de aproveitamento e sagrou-se campeão carioca (único título de sua carreira até aqui). De lá para cá não conseguiu repetir a dose em nenhuma outra equipe, tendo seu último trabalho sendo em 2019, quando comandou o Internacional por apenas 11 jogos.

Zé Ricardo estava no Internacional (Crédito: GettyImages)

 

8- Luiz Felipe Scolari

Mais conhecido como Felipão, o técnico é um dos mais vitoriosos do país. Consta no currículo uma Copa do Mundo e uma Copa das Confederações, duas Libertadores da América, uma Liga dos Campeões da Ásia, dois Campeonatos Brasileiros, quatro Copas do Brasil, entre muitos outros. Encontra-se sem clube desde que deixou o Cruzeiro em uma curta passagem, onde assumiu o time na zona de rebaixamento da série B e garantiu permanência para a temporada seguinte, após isso rescindiu seu contrato dia 25 de janeiro de 2021.

9- Ney Franco

Outro experiente técnico que se encontra desempregado na temporada que se inicia. Ney Franco tem passagem por diversos clubes de todos os cantos do país e chegou inclusive a treinar a seleção brasileira sub-20. Entre seus títulos encontram-se uma Copa Sul-Americana com o São Paulo, um Campeonato Brasileiro da série B com o Coritiba, um Campeonato Sul-Americano e Mundial com a Seleção Brasileira, além de alguns campeonatos estaduais. Seu último trabalho foi no Cruzeiro em 2020, onde assumiu o time no decorrer da série B, mas não obteve sucesso e foi demitido um mês depois.

Ney Franco estava no Cruzeiro (Crédito: GettyImages)

 

10- Marcelo Oliveira

Nosso último nome da lista é o experiente Marcelo Oliveira. O técnico mineiro de 65 anos tem como melhor época de sua carreira os anos de 2013 e 2014 quando era técnico do Cruzeiro e conquistou o bi-campeonato brasileiro, sendo que, no de 2013, a Raposa foi a campeã mais precoce na era dos pontos corridos. Além disso, Marcelo ainda soma uma Copa do Brasil pelo Palmeiras, quatro campeonatos estaduais além de quatro vices da Copa do Brasil. O último trabalho do técnico foi pela Ponte Preta em 2020, onde foi contratado após dois anos de inatividade, porém durou apenas poucos meses no cargo.

Marcelo Oliveira estava na Ponte Preta (Crédito: GettyImages)

 


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!