Sportbuzz
Busca
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify SportbuzzTiktok Sportbuzz
Fórmula 1 / EITA!

F1: Haas admite erro em Mônaco, mas diz que asa ilegal não dava vantagem

Haas reconhece erro que causou desclassificação de seus carros no Grande Prêmio de Mônaco da Fórmula 1, mas se defende de acusações

Redação Publicado em 31/05/2024, às 13h27

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Haas - Getty Images
Haas - Getty Images

A Haas admitiu o erro que causou a desclassificação de seus carros no Grande Prêmio de Mônaco da Fórmula 1. Mas, o chefe da equipe, Ayao Komatsu, comentou que a asa traseira irregular não dava nenhuma vantagem de performance. Após conquistar o 12º e o 15º tempos na sessão de classificação, Nico Hulkenberg e Kevin Magnussen foram punidos com a última posição no grid de largada por descumprimento das regras do DRS. A fiscalização detectou que os dois carros teriam ultrapassado o limite de 85 mm na abertura da asa.

“Não houve ganho de performance, absolutamente nenhum, mas esse não é o ponto. O carro precisa ser legal. Simplesmente temos que aceitar isso como uma falha da equipe, aprender com o erro e garantir que não aconteça novamente. Se os projetistas tivessem deixado bem claro que a intenção do projeto era um pouco diferente das asas usadas anteriormente, precisando de uma verificação específica, teria ajudado. Por outro lado, mesmo com outras informações, a equipe de pista deveria ter checado toda a superfície legal da asa. Para o projetista, a asa era legal, só tinha um perfil diferente. Ele deveria ter se questionado: ‘Será que preciso comunicar isso para que as outras pessoas entendam?’”, comentou o chefe da Haas.