Sportbuzz
Testeira
Esporte na TV / SE IRRITOU!

Pedrinho questiona abordagem feita pela imprensa sobre o trabalho dos treinadores: "Não se discute o que acontece no jogo"

Após a classificação do Palmeiras, Pedrinho comentou sobre o tratamento da imprensa com Abel Ferreira

Redação Publicado em 29/09/2021, às 12h21

Pedrinho defende Abel Ferreira contra imprensa - Transmissão / SporTV
Pedrinho defende Abel Ferreira contra imprensa - Transmissão / SporTV

Após a classificação do Palmeiras na Libertadores, depois de empatar em 1 a 1 contra o Atlético-MG no Mineirão, o ex-jogador Pedrinho se pronunciou sobre como a imprensa tem tratado o trabalho de Abel Ferreira e de outros treinadores.

 

O treinador português tem sido muito criticado pela forma mais defensiva de jogar. Aproveitando a velocidade do ataque, a equipe paulista preza muito pelo contra-ataque quando tem espaço.

Na partida de ida o Verdão jogou, claramente, para ir para a decisão da vaga com o 0 a 0 no placar agregado, para buscar marcar fora de casa e então pressionar seu adversário.

No programa 'Troca de Passes' sobre o excesso de críticas ao treinador e sobre o foco da imprensa quando se trata da situação do treinador.

Confira!

"O que eu acho que incomoda os treinadores, que a gente sabe que têm um conceito, uma ideia legal por trás, é que não se discute o que acontece no jogo, se discute a fase dele. Isso é que irrita. O que estava se falando do Abel é se iria cair ou não, sabe?

A gente não discute a ideia de jogo do cara, a gente não discute onde são as falhas do cara, onde são as coisas boas e positivas, onde ele poderia fazer ajustes. A gente vai triturando treinador atrás de treinador.

Parece que eu defendo todos os treinadores... eu não defendo treinador, eu defendo ideias que eu praticamente simpatizo muito, tenho preferência por algumas. Tem outras que eu não tenho preferência, mas eu sei que tem alguma coisa por trás. Aquilo que eu acho que é meio vazio, eu não vou ficar batendo o martelo, ficar batendo cabeça defendendo coisa que eu não acredito.

O Abel não é o futebol que eu admiro, mas a ideia dele é muito clara, e ele faz isso com perfeição com o que ele quer. Eu acho que não é compatível o jeito que ele joga, com a característica do elenco que ele tem.

Agora, dentro do que ele propõe como modelo de jogo que ele acredita, na maioria das vezes ele corresponde bem e a gente aqui escolhe quem a gente vai aplaudir, quem a gente vai botar no pedestal, de repente com os mesmos resultados.

A gente bateu palma aqui durante anos para treinadores que foram campeões da Libertadores sem conteúdo nenhum e falam até hoje que são treinadores maravilhosos e, me desculpe, não são. Na minha concepção não são. E o Abel vai para a segunda final consecutiva de Libertadores, entendeu? E a gente, em vez de discutir modelo, a gente está falando se o cara vai cair ou não, é lógico que o cara está irritado.

O cara quer receber uma pergunta na coletiva ou em qualquer outro lugar, sobre o que aconteceu no jogo. Falar: 'Po, você desceu com a linha de cinco por causa disso', 'Você congestionou o meio pelas infiltrações', 'Você imaginou que o Veron pudesse te dar a velocidade que, de repente, o Rony estava encaixado na marcação', sei lá.

O cara quer ouvir isso, ele quer ser questionado taticamente, ele não quer ser questionado assim: 'Po, Abel, se você for eliminado na terça-feira para o Atlético, você acha que você cai?'. Claro que o cara vai ficar chateado."

Em sua segunda final de Libertadores em 10 meses, Abel Ferreira é o primeiro treinador europeu a chegar em duas finais consecutivas do torneio continental. Agora, o Palmeiras espera quem se classificar entre Flamengo e Barcelona-EQU.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!