Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Esporte na TV » LAMENTÁVEL!

Paulo César de Oliveira, da Globo, revela que sofreu injúrias raciais nas redes sociais e Galvão Bueno se solidariza

Comentário foi feito no Instagram do comentarista de arbitragem durante a partida entre Corinthians e Fluminense

Redação Publicado em 16/09/2020, às 19h09 - Atualizado às 20h08

Paulo César de Oliveira sofreu injúrias raciais na internet
Paulo César de Oliveira sofreu injúrias raciais na internet - Transmissão SporTV

No último domingo, 13, Fluminense e Corinthians se enfrentaram pelo Campeonato Brasileiro e a partida foi marcada por um pênalti polêmico marcado pelo árbitro do jogo. No lance, que originou o segundo gol da equipe carioca, Bruno Mendez colocou a mão na bola dentro da área. 

A infração gerou uma grande discussão nas redes sociais, muitos criticaram o a decisão do juiz da partida. A Rede Globo, que transmitiu o confronto, contou com a análise de Paulo César de Oliveira e o comentarista foi a favor da decisão tomada em campo. 

"Nessa ação do Bruno Méndez, ele está com o braço muito levantado. Mesmo batendo no corpo antes, aquele braço acima da linha do ombro, numa posição antinatural, é pênalti. Houve mudança na orientação", disse durante a transmissão. 

No entanto, o comentário de PC Oliveira gerou uma grande revolta em um torcedor do Corinthians, que foi até as redes sociais do comentarista para ofendê-lo. O usuário com o nome de "Gugu Berti" escreveu a seguinte frase numa antiga publicação do ex-árbitro. 

"Mão do Fluminense segue o jogo mão do Corinthians o macaco comentárista da Globo lixo é pênalti claro macaco sem vergonha", escreveu o torcedor com diversos erros de digitação. Em seguida, ele apagou o comentário.  

Crédito: Globo Esporte / Comentério foi apagado da publicação

 

Em entrevista para o Globo Esporte, Paulo César de Oliveira revelou que vai buscar seus direitos na Justiça e classificou o comentário racista como um episódio inaceitável. PC ainda deu mais detalhes de quais foram as suas decisões depois de sofrer a injúria racial. 

"Foi um comentário de um internauta, vi só na segunda-feira. Ontem (terça) fiz contato com a delegacia especializada em crime virtual em São Paulo e hoje como vou trabalhar lá, estou na estrada e vou registrar a ocorrência. Pediram pra salvar a URL do perfil, o print, e já fiz isso. Estou indo agora à tarde. O comentário ainda está na minha publicação, não respondi nada para não alardear, mas pedi orientação ontem e vou registrar. É inaceitável", disse. 

O comentarista ainda contou que essa não foi a primeira vez que ele sofreu racism: "A primeira infelizmente foi com o falecido Carlos Alberto Torres, ele era técnico do Paysandu, fiz um jogo entre Paysandu e Flamengo, ele me ofendeu, chamou de negro de merda, teve uma repercussão muito grande, mas depois me pediu desculpas pessoalmente. Cheguei a processá-lo, mas com o pedido de desculpas abri mão do processo, perdoei, que a alma dele descanse em paz. Mas desta vez não conheço o internauta, não sei se é perfil falso ou se não é, acho que não, mas vou levar o caso adiante para servir mesmo como um processo educativo, uma forma de repudiar essa conduta".

Os companheiros de Emissora declararam todo o seu apoio a Paulo César de Oliveira. O primeiro a se manifestar foi Galvão Bueno, o jornalista utilizou sua rede social para lamentar o ocorrido e deixar sua mensagem de apoio ao amigo. 

"Meu amigo e parceiro de trabalho Paulo César de Oliveira é mais uma vítima dessa coisa nojenta chamada racismo!! PC é um homem do bem, grande profissional e cidadão exemplar!! Não sei o que poderia dizer do ser desprezível que se esconde nas redes sociais atrás do codinome “gugu berti”, mas sei que as autoridades constituídas,o Ministério Público, tem a obrigação de identificá-lo e levá-lo as barras dos tribunais!!", escreveu. 


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!