Sportbuzz
Testeira
Esporte na TV / LUTO

Neto lamenta morte de Rincón: "Um dos maiores volantes do futebol"

Neto foi mais um que se pronunciou nas redes sociais para deixar a sua mensagem lamentando a morte do ex-jogador Rincón, ídolo do Corinthians

Redação Publicado em 14/04/2022, às 11h03

Neto, apresentador de TV - Transmissão TV Bandeirantes
Neto, apresentador de TV - Transmissão TV Bandeirantes

Neto se pronunciou nas redes sociais nesta quinta-feira, 14, lamentando a morte do ex-jogador Rincón. Aos 55 anos, o colombiano morreu no fim da noite desta quarta-feira, 13, em Cali, depois de sofrer um grave acidente de carro na última segunda-feira, 11, ter passado por cirurgia, mas não ter conseguido resistir aos ferimentos.

Com uma foto antiga ao lado de Dinei e Rincón, o apresentador lamentou o fato de ter que se despedir do amigo. "O #tbt de hoje é meu e do Dinei com um dos maiores volantes do futebol mundial. E um grande amigo, diga-se de passagem! Que Deus lhe receba em um bom lugar Freddy! #riprincón", escreveu Neto.

Por conta da enorme importância que Rincón teve para o futebol brasileiro, e também para o Corinthians, a publicação de Neto foi invadida por inúmeras pessoas que também aproveitaram o momento para deixar as suas mensagens de luto e de carinho com o ex-atleta colombiano, capitão do Timão na conquista do Mundial em 2000.

Neto lamenta morte de Rincón
Neto lamenta morte de Rincón nas redes sociais (Crédito: GettyImages)

 

"Um dos maiores que vi jogar. Entrou para a história do Sport Club Corinthians Paulista, como você e o Dinei. Abs, Craque!", escreveu um seguidor. "Vocês fizeram muito pelo futebol brasileiro, colombiano e mundial. Só feras na foto👏👏👏. Descanse em paz grande Freddy Rincón", desejou outro torcedor.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Craque Neto (@10neto)

 

Chegando no Corinthians em 1997, depois de uma negociação de 1,3 milhão de dólares, pagos ao Real Madrid, da Espanha, que era dono dos direitos do jogador, Rincón entrou para a equipe alguns dias antes de completar 31 anos. Logo em sua primeira temporada, se tornou um volante marcador, mas que também combinava de forma bem rara a técnica com a bola nos pés.

O jogador, inclusive, fez uma das maiores duplas da história do clube paulista, jogando ao lado de Vampeta. Ele também foi um dos pilares de um time do Corinthians que conquistou o bicampeonato brasileiro, em duas oportunidades, em 1998 e 1999, o Paulistão em 1999, e o importantíssimo Mundial de Clubes, em 2000.


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!