Sportbuzz
Testeira
Esporte na TV / DEFINIDO!

Galvão Bueno é escolhido para narrar a semifinal da Eurocopa entre Itália e Espanha!

Narração de Galvão Bueno na Eurocopa já foi muito elogiada pelos torcedores

Redação Publicado em 03/07/2021, às 17h48

Galvão Bueno é escolhido para narrar semifinal da Eurocopa - Transmissão TV Globo
Galvão Bueno é escolhido para narrar semifinal da Eurocopa - Transmissão TV Globo

Uma das duas semifinais da Eurocopa, a entre Itália e Espanha, poderá ser vista através da TV aberta, pela "Rede Globo". Além disso, a novidade fica por conta da narração, que a partir das 16h (horário de Brasília), desta terça-feira, 6, fica na responsabilidade de Galvão Bueno.

No "SporTV", a primeira semifinal da Eurocopa contará com a narração de Gustavo Villani e comentários de Ana Thais Matos e Pedrinho.

Já o segundo confronto, entre Dinamarca, que venceu a República Tcheca, e a Inglaterra, acontece na quarta-feira, 7, no mesmo horário, e contará com locução de Luiz Carlos Jr., e comentários de Paulo Vinicius Coelho e Ricardinho.

A classificação da Dinamarca

Pelas quartas de final da Eurocopa, República Tcheca e Dinamarca entraram em campo neste sábado, 3, no estádio Olímpico de Baku, para ver quem avança para a próxima fase da competição.

As duas seleções garantiram a classificação para as quartas de final depois de grandes atuações na rodada anterior. O time que avançou nesse confronto, no caso a Dinamarca, vai encarar o vencedor de Ucrânia x Inglaterra, que também jogam hoje. A semifinal acontece no dia 7 de julho, em Wembley.

O jogo

Primeiro tempo

Logo aos quatro minutos de jogo, a Dinamarca abriu o placar com gol de Delaney. Depois da cobrança de escanteio de Stryger, Delaney cabeceou praticamente da marca do pênalti, sem subir muito, e livre da marcação. A finalização foi no cantinho, sem chances para o goleiro.

A resposta da República Tcheca chegou aos 11 minutos. Schick recebeu na ponta direita, limpou a marcação e chutou forte de canhota. A bola bateu em Christensen e foi para fora.

Aos 21, depois da saída errada de Schmeichel, a República Tcheca recuperou a bola. Masopust conduziu, e achou um ótimo passe para Holes, que chutou em cima do goleiro da Dinamarca.

Logo depois, uma boa chegada! Em uma excelente enfiada de bola de Dolberg para Stryger, após troca de passes da Dinamarca, por pouco o lateral-direito não alcançou. Ele ficaria cara a cara com Vaclík.

Com 41 minutos, gol da Dinamarca!

Após o cruzamento caprichado de Maehle, de trivela, a bola foi na pequena área, perfeita, e Dolberg só completou de chapa para o fundo do gol.

Segundo tempo

A volta do intervalo já começou agitada! A bola sobrou na entrada da área para Barák, que bateu bonito de canhota. A bola foi quicando, e Schmeichel espalmou de novo.

A pressão deu certo, já que aos três minutos, a República Tcheca marcou. 

Depois de mais um cruzamento de Coufal, pela direita. A bola foi baixa, mas Schick conseguiu fazer o desvio, de perna direita, para vencer Schmeichel.

No contra-ataque da Dinamarca, Wass rolou para Poulsen, que bateu de primeira, no alto. Vaclík espalmou com estilo, e evitou mais um gol do adversário.

Fim de jogo!

A classificação da Inglaterra

Ucrânia e Inglaterra entraram em campo neste sábado, 3, em Roma, no encerramento das quartas de final da Eurocopa, e em busca da vaga na semifinal da competição, que já conta com Itália e Espanha, e a Dinamarca.

O jogo

Primeiro tempo

Logo aos três minutos de jogo, a Inglaterra abriu o placar!

Sterling recebeu na esquerda, driblou o marcador e deu um passe na medida para Harry Kane esticar a perna direita e tocar na saída de Bushchan.

Apesar do gol ter saído logo no início, o jogo não se manteve com um ritmo forte. A Inglaterra, como esperado, controlou mais a partida sem pressa, e a Ucrânia não saiu em desespero em busca do empate.

Aos 16 minutos, Walker errou o passe para Stones, Yaremchuk avançou em contra-ataque, entrou na área pela esquerda e chutou rasteiro, mas Pickford espalmaou para escanteio.

A partir daí, as duas seleções encontram muita dificuldade para superar a marcação adversária, e a bola passou mais tempo nas intermediárias do que deveria.

Com 32, a defesa da Ucrânia cortou o cruzamento da esquerda, e a bola sobrou para o chute forte de Rice, da entrada da área, bem defendido por Bushchan, que espalmou para a frente. A Inglaterra tentou ficar com o rebote, mas a Ucrânia se salvou.

Antes do fim do primeiro tempo, dois lances importantes para cada lado. No primeiro deles, Sterling deu um ótimo passe na área para Shaw, que cruzou para trás, para Sancho, que dominou, girou e chutou para boa defesa de Bushchan. Depois, o lance foi invalidado por impedimento de Shaw.

O segundo aconteceu depois de dois cruzamentos para a área inglesa, a defesa conseguiu o corte, e a bola sobrou para Shaparenko chutar de primeira, da entrada da área, à esquerda do gol inglês.

Segundo tempo

Se a primeira etapa ficou morna depois do gol, a volta do intervalo começou com tudo! Logo no primeiro minuto a Inglaterra ampliou!

Shaw cobrou a falta da meia-esquerda, Maguire se antecipou à marcação e cabeceou firme, sem chances para Bushchan.

Três minutos depois, em um espetáculo de jogada coletiva, Sterling deu um passe de letra para Shaw cruzar de primeira, na cabeça de Kane. Livre na pequena área, o camisa 9 só cumprimentou, debaixo das pernas do goleiro Bushchan.

O terceiro gol inglês deixou a partida com ares de já decidida. A Ucrânia, naturalmente, sentiu os dois gols sofridos em menos de cinco minutos no segundo tempo, e parecia estar entregue em campo.

Logo depois, quase que Harry Kane faz o hat-trick! A zaga ucraniana cortou o lançamento para Sterlilng, mas a bola se apresentou para Kane, que bateu de esquerda, de primeira, sem deixar a bola cair, mas Bushchan espalmou para escanteio.

Aos 17 minutos, gol da Inglaterra!

Sancho cobrou o escanteio da direita, e Henderson subiu mais que a marcação para cabecear no canto direito e marcar seu primeiro gol com a camisa da Seleção Inglesa.

Pickford saiu da área para dar um chutão para a frente, mas espirrou o taco, e a bola subiu sem ganhar distância. Yaremchuk tentou aprovietar a pixotada mas chutou fraco da intermediária, em cima da marcação inglesa.

A partir daí, a Ucrânia tentou esboçar alguma reação, mas ofereceu pouco perigo ao gol dos ingleses. De positivo, a seleção ucraniana demonstrou um ótimo espírito esportivo, fez seu jogo, consciente da derrota, sem entradas ríspidas ou discussões.

Do outro lado, a Inglaterra contribuiu mantendo a seriedade em campo, sem brincadeira, mas também sem pressa.

Fim de jogo!


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!