Sportbuzz
Testeira

Pôsteres Olímpicos – parte 4

Desde a restauração em 1896, os Jogos Olímpicos sempre tiveram uma estreita relação com a imagem. Nas primeiras edições, os pôsteres eram utilizados para promover e divulgar o evento. Com o passar dos anos, se tornaram a “cara” dos Jogos

Eduardo Colli Publicado em 30/06/2021, às 13h42

Anéis olímpicos em Yokoha - Getty Images
Anéis olímpicos em Yokoha - Getty Images

1972 – Munique – Alemanha

Exibe a silhueta do telhado em forma de tenda das instalações olímpicas, com a de televisão no fundo. No topo, as datas dos Jogos e o emblema oficial, escolhidos entre 2.332 projetos; o símbolo em espiral é uma alusão ao dinamismo esportivo e da cidade.

O cartaz foi baseado em uma fotografia com cores retrabalhadas que corresponde à paleta da identidade visual dos Jogos, obtendo a homogeneidade dos pôsteres.

Contexto: Originalmente, os organizadores convidaram Otl Aicher, diretor da Escola de Ulm, para criar o pôster, mas sua proposta não foi adotada.

Em junho de 1969, um concurso foi organizado para escolher o pôster, que compreendia: uma cena de Munique (de preferência a silhueta do telhado em forma de tenda), o emblema dos Jogos criados por Otl Aicher e as palavras de Munique 1972. Além disso, o pôster deveria ser adaptado à imagem geral dos Jogos.

Como nenhum dos projetos convenceu o Comitê Executivo, eles voltaram para o projeto de Aicher, que sofreu pequenas modificações e se tornou o pôster oficial.

 

1976 – Montreal – Canadá

Intitulado “The invitation” (o convite), mostra o símbolo olímpico cinco anéis, que é refletida por ondas sucessivas, convidando os atletas de todos os países para os Jogos Olímpicos de 1976.

Contexto: O comitê organizador produziu um programa visual que reuniu uma unidade estética e gráfica capaz de refletir o caráter particular de Montreal 1976. A cor principal da identidade visual destes jogos era o vermelho, com sete outras cores: azul, cinza, verde, laranja, amarelo, roxo e vermelho.

 

1980 – Moscou – Rússia

Destaque para o emblema dos Jogos, composto de três elementos em vermelho: os anéis olímpicos, a pista de um estádio e estrela de cinco pontas colocada acima, evocando as estrelas do Kremlin.

No topo, as palavras: “OLYMPIAD 80 MOSCOU MOSCOW MOCKBA”, que significa: Olimpíadas 80 Moscou”.

Contexto: Vladimir Arseniev desenhou o emblema e o poster dos Jogos.

 

1984 – Los Angeles – Estados Unidos

A imagem dos jogos, incluindo o emblema dos Jogos de 1984 é a estrela em movimento. Seu design com três formas de estrelas entrelaçadas evoca o espírito de competição entre iguais.

Ao mesmo tempo, suas barras horizontais se destinam em representar a velocidade da busca da excelência pelos atletas.

As estrelas transmitem tanto o aspecto nacional e internacional dos Jogos, pois além da bandeira dos Estados Unidos, estão presentes em bandeiras de 47 outras nações.

O formato em orientação de paisagem fugiu do convencional.

Contexto: Dezesseis famosos artistas de Los Angeles foram convidados a criarem os pôsteres como parte do Festival Olímpico de Arte. Entre eles, o trabalho de Rauschenberg se tornou a imagem oficial dos Jogos de Los Angeles em 1984.

 

1988 – Seul – Coréia do Sul

Simboliza o lema dos Jogos, harmonia e progresso. Os anéis em cores brilhantes para mostrar que o ideal olímpico promove a paz em todo o mundo.

A imagem do atleta transportando o progresso da tocha olímpica simboliza o progresso da humanidade através da felicidade e da prosperidade.

O projeto foi produzido em computador e as cores usadas são uma mistura do azul claro e do laranja brilhante, que simbolizam a terra da manhã calma.

Em junho de 1984, os dirigentes do comitê organizador encomendaram ao Professor Cho Yong-je, da Universidade Nacional de Seul a criação do pôster oficial para Seul 1988.

Em janeiro de 1985, o artista propôs dois projetos, um deles escolhido como o pôster oficial em abril do mesmo ano.

 

1992 – Barcelona – Espanha

Ênfase no emblema oficial dos Jogos, que evoca um atleta saltando por cima de um obstáculo representado pelos anéis olímpicos. As linhas simples da silhueta reduziu o atleta a uma cabeça (do azul do Mediterrâneo), braços (amarelo brilhante e aberto como um sinal de hospitalidade) e pernas (vermelho brilhante, um símbolo da vida).

Em cada ponto de inflexão sobre o emblema, bem como sobre os anéis olímpicos, Trias adicionou uma classificação de cores, para acentuar o aspecto dinâmico da imagem.

Quatro pôsteres oficiais foram produzidos pelo comitê organizador para promover o evento em geral. O projeto de Josep Maria Trias se transformou na imagem dos Jogos.

Contexto: acrescentando mínimas modificações, o pôster foi inspirado no emblema dos Jogos, ambos criados por Josep Maria Trias.

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!