Sportbuzz
Testeira

A história da Eurocopa de 1960 a 2016 - parte 9

Confira um resumo sobre as edições de 2012 e 2016 da Euro, a 14ª edição e a 15ª edição

Eduardo Colli Publicado em 01/07/2021, às 13h44

Taça da Euro 2020 - Getty Images
Taça da Euro 2020 - Getty Images

14ª edição – 2012 – Polônia e Ucrânia

De 8 de junho – 1 de julho de 2012

Seleções na fase final: 16

Partidas: 31

Gols: 76

Média de gols/partida: 2,45

Mascote: Slavek (Polônia) e Slavko (Ucrânia)

Novamente dois gêmeos representaram os dois países, seus cabelos foram pintados nas cores das sedes da Eurocopa 2012.

 

Polônia - Locais dos Jogos:

Cidade- Estádio- Capacidade

Gdansk- PGE Arena Gdannsk- 44.636

Poznan- Municipal de Poznan- 43.090

Varsóvia- Nacional- 58.145

Wroclaw- Municipal de Wroclaw- 44.416

 

Ucrânia - Locais dos Jogos:

Cidade- Estádio- Capacidade

Carcóvia- Metalist- 38.863

Donetsk- Donbas Arena- 51.504

Kiev- Olímpico de Kiev- 70.050

Lviv- Arena Lviv- 34.915

Cinquenta e uma seleções em nove grupos (seis grupos com seis equipes e três com cinco equipes) disputaram as 14 vagas restantes. Os primeiros colocados de cada grupo e o melhor segundo colocado se se classificaram diretamente. As outras oito equipes em segundo lugar em seus grupos se enfrentam em confrontos diretos para definir as últimas quatro vagas.

Pela terceira vez (Bélgica–Países Baixos em 2000 e Áustria–Suíça em 2008), dois países sediaram o Campeonato Europeu de Futebol.

Dos 76 gols anotados, 22 foram de cabeça, um recorde.

Na partida contra a Irlanda, a Espanha realizou 810 passes, sendo que Xavi Hernández executou 127 (outros recordes). Os irlandeses trocaram 198 passes. Resultado da partida: Espanha 4 x 0 Irlanda.

Inédito bicampeonato consecutivo, o primeiro na Euro, outra marca da “Fúria”, o apelido da seleção espanhola.

E Fernando Torres, o primeiro jogador a anotar em duas finas do torneio.

 

Fase Final da Eurocopa de 2012:

Grupo A

08/06/2012 - Polônia 1 x 1 Grécia

08/06/2012 - Rússia 4 x 1 República Tcheca

12/06/2012 - Grécia 1 x 2 República Tcheca

12/06/2012 - Polônia 1 x 1 Rússia

16/06/2012 - República Tcheca 1 x 0 Polônia

16/06/2012 - Grécia 1 x 0 Rússia

 

Grupo B

09/06/2012 - Holanda 0 x 1 Dinamarca

09/06/2012 - Alemanha 1 x 0 Portugal

13/06/2012 - Dinamarca 2 x 3 Portugal

13/06/2012 - Holanda 1 x 2 Alemanha

17/06/2012 - Portugal 2 x 1 Holanda

17/06/2012 - Dinamarca 1 x 2 Alemanha

 

Grupo C

10/06/2012 - Espanha 1 x 1 Itália

10/06/2012 - Irlanda 1 x 3 Croácia

14/06/2012 - Itália 1 x 1 Croácia

14/06/2012 - Espanha 4 x 0 Irlanda

18/06/2012 - Croácia 0 x 1 Espanha

18/06/2012 - Itália 2 x 0 Irlanda

 

Grupo D

11/06/2012 - França 1 x 1 Inglaterra

11/06/2012 - Ucrânia 2 x 1 Suécia

15/06/2012 - Ucrânia 0 x 2 França

15/06/2012 - Suécia 2 x 3 Inglaterra

19/06/2012 - Inglaterra 1 x 0 Ucrânia

19/06/2012 - Suécia 2 x 0 França

 

Quartas de final

21/06/2012 - República Tcheca 0 x 1 Portugal

22/06/2012 - Alemanha 4 x 2 Grécia

23/06/2012 - Espanha 2 x 0 França

24/06/2012 - Inglaterra 0 (2) x 0 (4) Itália

 

Semifinais

27/06/2012 - Portugal 0 (2) x 0 (4) Espanha

28/06/2012 - Alemanha 1 x 2 Itália

* Jogos decididos nos pênaltis. Em parênteses está o resultado da disputa de penalidades.

 

Final

01/07/2012 - Espanha 4 x 0 Itália

Davi Silva 14

Jordi Alba 41

Torres 84

Juan Mata 88

NSK Olimpiyskyi, Kiev

Espanha: Casillas, Piqué, Iniesta (Juan Mata 87), Xavi Hernández, Fàbregas (Torres 75), Xabi Alonso, Ramos, Busquets, Arbeloa, Jordi Alba, Silva (Pedro Rodríguez 59)

Itália: Buffon, Chiellini (Balzaretti 21), Abate, Marchisio, Balotelli, Cassano (Di Natale 46), Barzagli, De Rossi, Montolivo (Thiago Motta 57), Bonucci, Pirlo

A avassaladora seleção espanhola comandada por Vicente del Bosque, com facilidade aplicou a maior goleada de uma final de Euro, uma exibição dominadora, com quatro jogadores diferentes anotando os

 

Colocações: 

Campeã: Espanha - 3º título

Vice-campeã: Itália

3ª colocada: Alemanha

4ª colocada: Portugal

 

Artilheiros:

Mario Balotelli (Itália)

Mario Gómez (Alemanha)

Mario Mandžukić (Croácia)

Cristiano Ronaldo (Portugal)

Alan Dzagoev (Rússia)

Fernando Torres (Espanha) 3 gols

 

O melhor jogador do torneio:

O espanhol Andrés Iniesta foi eleito o melhor do torneio. Sobre a Euro 2012, ele disse: "foi mais difícil (do que 2008) porque já passaram alguns anos e todos os nossos adversários queriam bater o campeão europeu e mundial".

 

A Seleção dos melhores da Eurocopa 2012:

GR: Iker Casillas (Espanha)

DF: Fábio Coentrão (Portugal)

DF: Pepe (Portugal)

DF: Sergio Ramos (Espanha)

DF: Jordi Alba (Espanha)

MD: Sami Khedira (Alemanha)

MD: Andrea Pirlo (Itália)

MD: Andrés Iniesta (Espanha)

MD: Xavi Hernández (Espanha)

AV: Mario Balotelli (Itália)

AV: Cristiano Ronaldo (Portugal)

 

15ª edição – 2016 – França

De 10 de junho – 10 de julho de 2016

Seleções na fase final: 24

Partidas: 51

Gols: 108

Média de gols/partida: 2,12

Mascote: Super Victor

Eleito via internet, é um rapaz com capa e chuteiras mágicas chutando a bola oficial da Copa, que permitem voar e jogar futebol de forma sensacional, celebrando a “magia do futebol”.

 

Locais dos Jogos:

Cidade- Estádio- Capacidade

Bordeaux- Nouveau Stade de Bordeaux- 42.052

Lens- Felix-Bollaert- 38.223

Lille- Pierre-Mauroy- 50.186

Lyon- Estádio des Lumières- 58.215

Marselha- Velodrome- 67.500

Nice- Allianz Riviera- 35.624

Paris- Parc des Princes- 47.000

Saint-Denis- Stade de France- 81.338

Saint-Étienne- Geoffroy-Guichard- 41.965

Toulouse- Estádio Municipal- 33.300

Cinquenta e três seleções foram divididas em oito grupos de seis e um grupo de cinco equipes e disputaram as 23 vagas restantes. Os vencedores dos grupos, os segundo colocados e o melhor terceiro colocado (com os resultados contra o sexto colocado descartados) classificam-se diretamente para as finais. Os oito terceiros colocados disputaram uma "repescagem" de ida e volta que definiu os últimos quatro classificados.

Primeira edição com 24 países na fase final, divididos na 1ª fase em seis grupos com quatro seleções. As duas seleções com maior número de pontos de cada grupo e os quatro melhores terceiros colocados se classificam para as fases seguintes: oitavas-de-final, quartas-de-final, semifinais e final.

Após os ataques terrorista contra Paris em 13 de novembro de 2015, incluindo como alvo os arredores do Stade de France, onde se disputava o jogo entre França e Alemanha, todo o esquema de segurança foi reforçado.

Na véspera do jogo inaugural, ocorreram vários conflitos entre franceses e ingleses em Marselha, com a polícia usando gás lacrimogêneo para dispersar os briguentos. No dia 10 de junho, novo confronto entre ingleses e a polícia da cidade, com seis torcedores condenados a prisão. No dia seguinte, violentas batalhas entre russos e ingleses, com um torcedor inglês hospitalizado em estado grave. No dia 14, a UEFA multou a seleção russa e advertiu que se a violência continuasse, a Rússia seria expulsa do torneio.

No final do jogo entre República Checa e Croácia pelo grupo D, sinalizadores foram arremessados contra os croatas e a partida foi interrompida.

A Sérvia perdeu os três pontos por abandonar o jogo contra a Albânia. Os torcedores locais invadiram o gramado e atacaram jogadores albaneses após um drone com uma bandeira albanesa ter aparecido no estádio.

A Islândia se tornou o primeiro país com menos de meio milhão de habitantes (329.000 pessoas) classificado a fase final de uma grande competição de seleções.

A final entre Portugal e França foi a primeira a terminar sem gols ao final dos 90 minutos.

A Fase Final da Eurocopa 2016:

Grupo A

10/06/2016 - França 2 x 1 Romênia

11/06/2016 - Albânia 0 x 1 Suíça

15/06/2016 - Romênia 1 x 1 Suíça

15/06/2016 - França 2 x 0 Albânia

19/06/2016 - Suíça 0 x 0 França

19/06/2016 - Romênia 0 x 1 Albânia

 

Grupo B

11/06/2016 - País de Gales 2 x 1 Eslováquia

11/06/2016 - Inglaterra 1 x 1 Rússia

15/06/2016 - Rússia 1 x 2 Eslováquia

16/06/2016 - Inglaterra 2 x 1 País de Gales

20/06/2016 - Eslováquia 0 x 0 Inglaterra

20/06/2016 - Rússia 0 x 3 País de Gales

 

Grupo C

12/06/2016 - Polônia 1 x 0 Irlanda do Norte

12/06/2016 - Alemanha 2 x 0 Ucrânia

16/06/2016 - Ucrânia 0 x 2 Irlanda do Norte

16/06/2016 - Alemanha 0 x 0 Polônia

21/06/2016 - Irlanda do Norte 0 x 1 Alemanha

21/06/2016 - Ucrânia 0 x 1 Polônia

 

Grupo D

12/06/2016 - Turquia 0 x 1 Croácia

13/06/2016 - Espanha 1 x 0 República Tcheca

17/06/2016 - República Tcheca 2 x 2 Croácia

17/06/2016 - Espanha 3 x 0 Turquia

21/06/2016 - Croácia 2 x 1 Espanha

21/06/2016 - República Tcheca 0 x 2 Turquia

 

Grupo E

13/06/2016 - Irlanda 1 x 1 Suécia

13/06/2016 - Bélgica 0 x 2 Itália

17/06/2016 - Itália 1 x 0 Suécia

18/06/2016 - Bélgica 3 x 0 Irlanda

22/06/2016 - Suécia 0 x 1 Bélgica

22/06/2016 - Itália 0 x 1 Irlanda

 

Grupo F

14/06/2016 - Áustria 0 x 2 Hungria

14/06/2016 - Portugal 1 x 1 Islândia

18/06/2016 - Islândia 1 x 1 Hungria

18/06/2016 - Portugal 0 x 0 Áustria

22/06/2016 - Islândia 2 x 1 Áustria

22/06/2016 - Hungria 3 x 3 Portugal

 

Oitavas de final

25/06/2016 - Suíça 1 (4) x 1 (5) Polônia *

25/06/2016 - País de Gales 1 x 0

25/06/2016 - Croácia 0 x 1 Portugal

26/06/2016 - França 2 x 1 Irlanda

26/06/2016 - Alemanha 3 x 0 Eslováquia

26/06/2016 - Hungria 0 x 4 Bélgica

27/06/2016 - Itália 2 x 0 Espanha

27/06/2016 - Inglaterra 1 x 2 Islândia

 

Quartas de final

30/06/2016 - Polônia 1 (3) x 1 (5) Portugal *

01/07/2016 - País de Gales 3 x 1 Bélgica Bandeira da Bélgica

02/07/2016 - Alemanha 1 (6) x 1 (5) Itália Bandeira da Itália *

03/07/2016 - França 5 x 2 Islândia

 

Semifinais

06/07/2016 - Portugal 2 x 0 País de Gales

07/07/2016 - Alemanha 0 x 2 França

* Jogos decididos nos pênaltis. Em parênteses está o resultado da disputa de penalidades.

 

Final

10/07/2016 - Portugal 1 x 0 França

Éder 109'

Stade de France, Saint-Denis

Portugal: Rui Patrício, Pepe, José Fonte, Raphaël Guerreiro, Ronaldo (Quaresma 25), João Mário, William Carvalho, Renato Sanches (Éder 79), Nani, Cédric, Adrien Silva (João Moutinho 66).

França: Lloris, Evra, Griezmann, Payet (Coman 58), Giroud (Gignac 78), Matuidi, Pogba, Sissoko (Martial 110), Sagna, Koscielny, Umtiti

Sem sua maior estrela, Cristiano Ronaldo substituído por contusão aos 25 minutos de jogo, com um chute fulminante de 20 metros, durante a prorrogação de Éder, Portugal derrotou a anfitriã França na Euro 2016.

 

Colocações: 

Campeã: Portugal - 1º título

Vice-campeã: França

3ª colocada: País de Gales

4ª colocada: Alemanha

 

Artilheiros:

Antoine Griezmann (França) 6 gols

O melhor jogador do torneio:

O francês Antoine Griezmann foi eleito Jogador do Torneio. Ioan Lupescu, responsável pela equipa técnica da UEFA, explicou a razão foi uma "ameaça em todos os jogos em que participou".

 

A Seleção dos melhores da Eurocopa 2016:

GR: Rui Patrício (Portugal)

DF: Jérôme Boateng (Alemanha)

DF: Joshua Kimmich (Alemanha)

DF: Raphaël Guerreiro (Portugal)

DF: Pepe (Portugal)

MD: Dimitri Payet (França)

MD: Toni Kroos (Alemanha)

MD: Joe Allen (País de Gales)

MD: Aaron Ramsey (País de Gales)

AV: Antoine Griezmann (França)

AV: Cristiano Ronaldo (Portugal)


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!