Sportbuzz
Coronavírus / COMPLICADO

A um dia da cerimônia de abertura, Olimpíadas de Tóquio 2020 registram mais de 90 casos de coronavírus

Número de contaminados pelo coronavírus nas Olimpíadas de Tóquio 2020 cresce também entre os atletas

Redação Publicado em 22/07/2021, às 09h04

Olimpíadas de Tóquio 2020 registram mais casos de coronavírus - GettyImages
Olimpíadas de Tóquio 2020 registram mais casos de coronavírus - GettyImages

Faltando exatamente um dia para a Abertura das Olimpíadas de Tóquio 2020, o evento já registrou mais de 90 casos de coronavírus. O Comitê Organizador revelou que mais cinco pessoas testaram positivo para a doença no país.

Segundo eles, entre os contaminados estão os tchecos Markéta Nausch-Sluková, do vôlei de praia, e Pavel Sirucek, do tênis de mesa. Agora, eles se juntaram à holandesa Candy Jacobs, do skate street, além de mais dois que foram confirmados nesta quinta-feira, 22.

Dessa forma, o número de infectados nas Olimpíadas de Tóquio subiu para 92 pessoas, incluindo todos os credenciados para os eventos, entre atletas, comissão técnica e voluntários.

Por conta disso, Sirucek e Nausch-Sluková aumentaram para quatro o número de baixas da delegação da República Tcheca, todas por coronavírus, às vésperas da disputa nos Jogos Olímpicos.

Essa semana, inclusive, o jogador de vôlei de praia Ondrej Perusic e o técnico da modalidade, Simon Nausch, também apresentaram o teste positivo para o novo coronavírus.

A jogadora de vôlei de praia se tornou a quinta dos últimos quatro nomes revelados nos últimos dois dias, incluindo seu conterrâneo do mesa-tenista, a britânica Amber Hill, do tiro esportivo, e o americano Taylor Crabb, do vôlei de praia.

Desde a chegada ao Japão, algumas atletas da ginástica, vôlei, natação e basquete 3x3 também foram diagnosticados com coronavírus.

Seguindo os protocolos, todos que testam positivo têm que cumprir 14 dias de quarentena, e dessa forma, estão automaticamente fora das Olimpíadas de Tóquio.

Inclusive, nesta terça-feira, 20, o Comitê Organizador chegou a fazer um balanço da situação no evento. Seiko Hashimoto, presidente do comitê, disse que o número de contaminados passava a marca de "cerca de 80".

Já na quarta-feira, 21, o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, informou que a medida de sucesso nos Jogos não é ter zero casos, mas quando identificá-los, tratar e isolar os contaminados.


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!