Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Coronavírus » INCRÍVEL!

Honda teria tomado atitude honrosa em meio a pandemia, mas diretoria do Botafogo recusou ideia; entenda!

Jogador japonês se viu obrigado a tomar alguma atitude para ajudar o clube durante a crise da paralisação

Pedro Ungheria Publicado em 10/05/2020, às 16h04

Craque japonês teria pego os mandatários de surpresa!
Craque japonês teria pego os mandatários de surpresa! - GettyImages

Os clubes brasileiros estão passando por momentos complicados por conta da pandemia de coronavírus. O fato dos jogos não estarem acontecendo, lojas fechadas, não vender ingressos, faz com que as receitas dos mesmos passem por instantes de dificuldade.

Tendo em vista todo o cenário atual, o japonês Keisuke Honda, recém-contratado do Botafogo, teria tomado uma atitude surpreendente. Segundo um dos membros do Comitê Executivo de Futebol, Carlos Augusto Montenegro, em entrevista para o Canal do Nicola, o meio-campista teria sugerido não receber seu salário.

Sabendo dos cortes de gasto, Honda teria sequer solicitado a redução, ele já foi ao extremo. Em conversa com os mandatários, ele reconheceu o fato de não ter jogos como um argumento para que não recebesse seu salário do mês de março.

“Ele (Honda) é um exemplo, tem um comportamento extraordinário. Ficou aqui no Brasil, a família dele está no Japão, e ele tem falado mais com o Ricardo (Rotenberg). Ele comentou: “Estou pensando em não receber o mês de março, sei que o clube está em dificuldade, como não teve jogo…” Ele que sugeriu. Nem demos conversa, já que estamos pagando normalmente”, contou.

Após assumir que teriam negado o pedido, justamente pelo fato de que estão conseguindo lidar com os gastos, o Botafogo deixou claro em Nota Oficial que vai arcar com os custos dos jogadores até maio. Caso a paralisação siga, as negociações com os profissionais começarão a acontecer.

No mês passado, Keisuke já havia falado sobre o assunto. Em suas redes sociais, ele foi a favor da redução dos salários no cenário da pandemia.

"Os gerentes devem solicitar imediatamente cortes salariais em ordem decrescente de salário, caso contrário, mais equipes entrarão em colapso e, com isso, os torcedores ficarão tristes”, escreveu ele em seu Twitter.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!