Sportbuzz
Coronavírus / COMPLICADO

Barcelona confirma novos casos de coronavírus, incluindo Ferrán Torres

Ferrán Torres havia sido apresentado pelo Barcelona no início desta semana, e pouco tempo depois da coletiva, o clube anunciou que o jogador estava infectado

Redação Publicado em 04/01/2022, às 08h40

Ferrán Torres e os jogadores do Barcelona durante o treinamento - GettyImages
Ferrán Torres e os jogadores do Barcelona durante o treinamento - GettyImages

Ferrán Torres mal chegou a integrar o elenco do Barcelona nesta temporada, e já vai ter que esperar para estrear. Acontece que horas depois de ter sido apresentado à imprensa como o novo reforço do clube catalão, o atacante espanhol foi diagnosticado com coronavírus. Além dele, o meia espanhol Pedri também foi confirmado pelo clube como mais um dos infectados.

"Pedri e Ferran Torres testaram positivo para Covid-19. Os jogadores estão com boa saúde e isolados em casa", informou o Barcelona através de um comunicado sobre a situação dos jogadores.

 

Canal - SportBuzz

Essa infecção pelo coronavírus pegou Ferrán Torres, e a diretoria do Barça de surpresa, já que o jogador esperava poder estar de volta à ação pelo Barcelona durante a semifinal da Supercopa da Espanha, que acontecerá contra o principal rival da equipe catalã, o Real Madrid no dia 12 de janeiro.

No entanto, a situação também se complicou para o Real Madrid, que também teve jogadores diagnosticados com a doença recentemente. O lateral-esquerdo Marcelo, e o meio-campista Luka Modric ficaram suspensos das atividades do elenco até o cumprimento da quarentena, depois de o resultado positivo sair no meio do mês de dezembro.

Ferrán Torres, jogador do Barcelona que foi diagnosticado com coronavírus (Crédito: GettyImages)

 

Já no final do mês, o clube merengue informou que Vinicius Jr não poderá jogar os primeiros jogos da equipe no ano de 2022 depois de o craque também ter testado positivo para o coronavírus. Além dele, Courtois, Camavinga e Valverde também acabaram positivando para a doença e vão ficar de fora no retorno da La Liga. 

Nesse caso, a tendência é que os jogadores só devam ficar a disposição no dia 12 de janeiro, justamente quando o Real Madrid terá que encarar o Barcelona na Supercopa da Espanha, e o isolamento social, onde os quatro terão de ficar dez dias confinados antes de voltar normalmente aos trabalhos, já terá passado. 


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!