Sportbuzz
Coronavírus / NÃO DÁ!

Argentina informa que não vai poder enfrentar o Brasil nos amistosos da seleção feminina; entenda!

Argentina alegou problemas com a pandemia e logística para levar as atletas até o encontro do Brasil nos amistosos

Redação Publicado em 03/09/2021, às 08h57

Jogadoras de Brasil e Argentina em amistoso - GettyImages
Jogadoras de Brasil e Argentina em amistoso - GettyImages

Nesta quinta-feira, 2, a AFA (Associação de Futebol da Argentina) anunciou que não vai poder mandar suas jogadoras para disputar os amistosos marcados contra o Brasil para setembro, alegando problemas com o coronavírus, e também com a logística.

De acordo com a AFA, as "diversas restrições aplicadas aos voos que saem da Argentina, por causa da pandemia, somadas à indisponibilidade de lugares para as datas marcadas" foram os motivos da desistência, "apesar da vontade das duas equipes de disputar os jogos amistosos".

Os amistosos entre Brasil e Argentina foram marcados para acontecer no dia 18 de setembro, no estádio Almeidão, em João Pessoa, e no dia 21, no Amigão, em Campina Grande, também na Paraíba.

Para isso, já na última terça-feira, 31, a técnica Pia Sundhage convocou as 23 jogadoras que iriam atuar nessas partidas.

Segundo informações do site "Globo Esporte", que consultou a assessoria da seleção feminina, a esperança é que a CBF consiga resolver as questões pendentes para poder enfrentar a Argentina nas datas já marcadas.

No entanto, esta não é a primeira vez que a Argentina desiste de enfrentar o Brasil em algum amistoso. Em novembro do ano passado, por exemplo, as duas seleções iriam entrar em campo em São Paulo, no fim de novembro.

Porém, antes do confronto, a AFA alegou dificuldades para trazer as jogadoras que atuam na Europa, também por conta das restrições impostas pela pandemia de coronavírus.

Como forma de solucionar, e para que as jogadoras não ficassem ser atuar, a CBF acabou convidando o Equador para realizar os amistosos, que vale lembrar, ambos foram vencidos pelo Brasil, por 6 a 0 e 8 a 0.

Na terça-feira, durante a coletiva de convocação das jogadoras, a técnica Pia Sundhage reconheceu que as dificuldades causadas pela pandemia estão atrapalhando a preparação do elenco.

A comandante ainda reforçou que o principal desafio está em relação à busca por adversários do topo do ranking da Fifa.

Já em março deste ano, a seleção feminina deixou de jogar em uma data Fifa de amistosos justamente por conta das restrições impostas pela pandemia.

"Como é que vamos nos tornar vencedores lidando com todos esses problemas? Eu adoraria jogar contra os Top 10 mas é difícil, tem a Covid e toda essa situação. Isso é o que a gente quer garantir, ter um planejamento não só para seis meses, mas para dois anos", questionou Pia na entrevista.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!