Sportbuzz
Testeira

F1: Lewis Hamilton, o "monstro", voltou para o jogo e com a faca nos dentes

Hamilton teve grande atuação no último domingo, 15, e colou em Verstappen para tentar o título da F1

Redação Publicado em 15/11/2021, às 12h31 - Atualizado às 12h42

Hamilton pode alcançar Verstappen e conquistar mais um título da F1 - GettyImages
Hamilton pode alcançar Verstappen e conquistar mais um título da F1 - GettyImages

Depois da vitória no GP do México e de abrir 19 pontos sobre Lewis Hamilton da Mercedes, Max Verstappen e a Red Bull estavam confiantes de que o título deste ano estava muito próximo. Se vencessem no Brasil, com 26 pontos de vantagem e faltando apenas 3 corridas, seria muito difícil qualquer reação do adversário.

Para aumentar ainda mais a confiança da Red Bull, a Mercedes decidiu mexer no motor do carro do Hamilton e com isso seria punida com 5 posições no grid. Na sexta-feira, na classificação para a corrida SPRINT, Hamilton já surpreendeu a todos fazendo a pole com 0s438 de vantagem sobre Verstappen. Um sinal de que a mexida no motor deu resultado.

Verstappen ficou tão surpreso com o desempenho da Mercedes que no final do Q3, foi conferir os detalhes da asa traseira do carro do Hamilton.

Chegou a tocar no carro para conferir. Como é proibido qualquer contato com um carro que está na área considerada como pátio fechado, Verstappen foi multado em 50mil Euros. Porém, os comissários confirmaram que realmente a medida da asa traseira estava fora do padrão e com isso puniu o Hamilton com a última posição no GRID da corrida Sprint. 

Se já estava bom para a Red Bull, ficou ainda melhor... O grid da corrida SPRINT no sábado, 24 voltas, ficou com Verstappen na pole, seguido de Valtteri Bottas/Mercedes, Sergio Pérez/Red Bull, Pierre Gasly/AlphaTauri e Carlos Sainz/Ferrari, com Hamilton na 20ª posição. Mas Interlagos reservava surpresas...

Bottas fez uma largada espetacular ultrapassando Verstappen e assumindo a ponta. Alucinado, Hamilton só na primeira volta, ultrapassou 6 carros e com 12 voltas chegou na 10ª posição. 
Terminou a corrida em 5º lugar. Ou seja, ultrapassou 14 carros em menos de 24 voltas. Um desempenho excepcional.

Um registro, esta corrida SPRINT, criticada por alguns, foi bem mais empolgante do que muitas corridas que aconteceram no ano. Mas as maiores emoções estavam reservadas para o domingo.
O grid foi formado com; Bottas na pole, Verstappen, Sainz, Pérez, Lando Norris/McLarem e Hamilton na 10ª posição. Repetindo a manobra do Bottas do dia anterior, Verstappen deu o troco e assumiu a liderança. Bottas ainda foi ultrapassado por Pérez caindo do 1º para o 3º lugar.

Um início de corrida dos sonhos para a Red Bull e um pesadelo para Mercedes.
Já Hamilton saiu voando, fazendo volta mais rápida sobre volta mais rápida. Só na primeira volta saltou do 10º para o 7ªlugar.  Na 5ª volta Hamilton ultrapassou Bottas e assumiu a 3ª posição.
Pérez fez o papel que se espera de um trabalho de equipe. Segurou o Hamilton por longas 14 voltas.

Na volta 18 Hamilton fez uma ótima ultrapassagem sobre Perez, mas logo em seguida Pérez deu o troco e recuperou a posição.  Na volta 19, Hamilton não deu nova chance. Ultrapassou e assumiu a 2ª posição, saindo em perseguição a Verstappen que estava com 3.6 segundos de vantagem.

Hamilton parou para troca de pneus na volta 27 e Verstappen parou na volta 28. Verstappen fez a 2ª parada na volta 41 e Hamilton parou 3 voltas depois. Finalmente uma estratégia da Mercedes que deu certo. Hamilton ficou com pneus mais novos para o fim da corrida.

Na volta 48 quase os 2 carros se bateram.  Hamilton já estava ultrapassando Verstappen que não deu espaço e os dois precisaram usar a área de escape para não se tocarem.  A disputa entre os dois foi um show a parte. Realmente são dois pilotos excepcionais que freiam no limite da imprudência e raramente cometem erros. Estão muito à frente dos demais.

Finalmente na volta 59 Hamilton fez uma manobra fantástica e conseguiu fazer a ultrapassagem assumindo a 1ª posição. Com pneus mais novos, Hamilton abriu uma diferença que impossibilitou qualquer reação do Verstappen. A corrida terminou com Hamilton em 1º, seguido de Verstappen, Bottas, Pérez, Charles Leclerc/Ferrari e Carlos Sainz jr/Ferrari.

Vale um destaque para a Ferrari que vem evoluindo muito, já se distanciando da McLaren e se consolidando como a terceira força da F1 O que o Lewis Hamilton fez neste fim de semana realmente foi extraordinário. Ele foi um monstro. Sofrer 2 punições, perder 25 posições, largar em último no sábado e ser o campeão no domingo é só para alguém fora de série.

Ele levantou Interlagos, que há muito tempo não ficava tão empolgada com uma corrida principalmente sem a participação de um brasileiro. Mesmo aqueles que não são seus fãs se curvaram ao feito que ficará marcado na história da fórmula 1. Esta corrida pode ter sido um divisor de águas para o campeonato.

A Mercedes estava muito abatida depois de tantas críticas e resultados ruins.  Enquanto a Red Bull estava muito segura.  Esta corrida devolveu a confiança e principalmente a energia e o moral que a Mercedes precisava. Pode até contagiar o Bottas... O campeonato ainda está mais para a Red Bull, mas o monstro tomou energético...

A vantagem que era de 19 pontos para Max Verstappen, caiu para 14, faltando ainda 3 etapas para o final.A próxima corrida será o GP DO QATAR DIA 21 DE NOVEMBRO e o bicho vai pegar...

MUNDIAL DE PILOTOS (10+)


1-M. Verstappen, 332,5 pontos
2-L. Hamilton, 318,5 pontos
3- V. Bottas, 203 pontos
4- S. Pérez, 178 pontos
5- L. Norris, 151 pontos
6- C. Leclerc, 148 pontos
7- C. Sainz jr, 139,5 pontos
8- D. Ricciardo, 105 pontos
9- P. Gasly, 92 pontos
10- F. Alonso, 62 pontos


MUNDIAL DE CONSTRUTORES (5+)

1-Mercedes, 521,5 pontos
2-Red Bull/Honda, 510,5 pontos
3-Ferrari, 287,5 pontos
4-McLaren/Mercedes, 256 pontos
5-Alpine/Renaut, 112


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!