Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram SportbuzzSpotify Sportbuzz
Basquete / NBA FINALS

Warriors batem Celtics e conquistam a NBA pela sétima vez

Boston Celtics teve início avassalador, mas Golden State Warriors reagiu no fim do primeiro período e tomou a liderança do placar até a vitória; GS tem grande atuação coletiva e Curry é MVP das Finais

Redação Publicado em 17/06/2022, às 00h28 - Atualizado às 10h07

Boston Celtics e Golden State Warriors, pelo Jogo 6 das Finais da NBA - GettyImages
Boston Celtics e Golden State Warriors, pelo Jogo 6 das Finais da NBA - GettyImages

CAMPEÃO! Com grande atuação coletiva e de Stephen Curry, o Golden State Warriors venceu o Boston Celtics por 103 a 90 na noite desta quinta-feira, 16, e confirmou o sétimo título da NBA de sua história. O time comandado por Steven Kerr chegou para o Jogo 6 com vantagem para vencer a série por 4 a 2 e levantar o troféu Larry O’Brien na temporada 2021/22, no TD Garden. 

O cestinha da partida foiCurry, com 34 pontos, sete assistências e sete rebotes. O segundo maior pontuador dos Warriors foi Andrew Wiggins, com 18 pontos. Do outro lado, Jalen Brown liderou o Boston Celtics com 34 pontos, sete assistências e três rebotes. Horford registrou um duplo-duplo de 19 pontos e 14 rebotes. Principal esperança do time da casa Jayson Tatum encerrou a noite com 13 pontos e sete assistências. 

Canal - SportBuzz:

O trio Draymond Green (12 pontos, 12 rebotes e oito assistências), Klay Thompson (12 pontos) e Curry conquistou, pelo Golden State, quatro títulos da NBA. A conquista da temporada mostra retorno de time revolucionário, que teve o camisa 30 como o MVP das Finais pela primeira vez na carreira. Kevin Durant (duas vezes) e Andre Iguodala foram eleitos nos três últimos títulos.

O último título do Golden State foi conquistado na temporada 2017/18. De lá para cá, a franquia sofreu com algumas frustrações, incluindo o drama das lesões de seus astros. Campeão pela última vez em 2008, o Boston seguiu empatado com o Los Angeles Lakers, com 17 títulos cada, no topo da lista de maiores campeões.

Curry e Tatum, pelo Jogo 6 da NBA
Curry e Tatum, pelo Jogo 6 da NBA (Crédito: GettyImages) 

Curry MVP das Finais

Depois de liderar o Golden State Warriors para o título da temporada 2021/22 da NBA, Stephen Curry foi eleito o MVP das Finais pela primeira vez na carreira. Após a vitória, o camisa 30 destacou a equipe: “Estou tão orgulhoso desse grupo. Agradeço a Deus todos os dias. São pessoas incríveis. No começo da temporada, ninguém achou que estaríamos aqui, exceto esse grupo. É muito, muito surreal. Você nunca toma isso aqui como garantido. Nunca sabe se vai voltar aqui [nas finais]. Se você chega aqui e consegue a conquista, significa o mundo”, disse ainda em quadra. 

O JOGO

1º PERÍODO

Precisando do resultado, o Boston Celtics teve um início de jogo avassalador e abriu 12 a 2 em pouco mais de dois minutos. O time da casa contou com duas cestas de três de Jaylen Brown e Jason Tatum. Antes dos quatro minutos, o Boston se mostrou agressivo e conseguiu cavar duas faltas de cada de Stephen Curry e Klay Thompson. O GS conseguiu converter a primeira de três faltando pouco menos de oito minutos para o fim do período.

O time visitante passou a controlar os turnovers e conseguiu equilibrar o confronto para tirar a vantagem do Boston. O Golden State teve uma arrancada de 11 a 0 nos minutos finais, emendando uma sequência de três bolas de três (uma delas de Green), e encerrou o quarto vencendo por 27 a 22. Curry, que passou zerado em bolas de três no Jogo 5, converteu uma para virar o placar.

2º PERÍODO

Com o banco fazendo diferença, o segundo período começou com Jordan Poole convertendo uma cesta de três para dar um início matador aos Warriors. A pouco mais de dez minutos para o fim, o time da casa fez 10 a 0 (sendo uma sequência de 21 a 0, somando os períodos) na parcial e abriu 15 pontos de vantagem sobre os Celtics. A vantagem foi a maior sequência na história da NBA nos últimos 50 anos.

Restava ao Boston os pedidos de tempo. O ‘jejum’ foi quebrado por uma de três de Brown. A equipe chegou a ensaiar uma reação e registrou sete pontos seguidos, diminuindo a diferença para oito pontos a oito minutos do fim. No entanto, o Golden State impôs pressão e contou com a dificuldade no ataque dos Celtics para abrir 18 pontos. A torcida da casa chegou a vaiar o time. O Golden State venceu a parcial por 27 a 17 e foi para o intervalo liderando o placar por 54 a 39.

3º PERÍODO

O terceiro período foi mais equilibrado e o Boston Celtics mostrou reação nos quatro minutos iniciais, mas o Golden State emendou uma sequência de bolas de três e abriu 18 a 11 na parcial, sendo 22 pontos no placar. O Boston chegou a forçar um pedido de tempo do GS após encurtar para 18 a 16.

Nos últimos minutos do terceiro período, o Boston mostrou seu melhor momento e chegou a encurtar a desvantagem para nove pontos, em jogada de Horford que converteu dois pontos e sofreu a falta. Os Celtics venceram o quarto por 27 a 22 e foram para o último período perdendo por 76 a 66. Se de um lado Stephen Curry brilhava pelos Warriors, alcançando a marca de 150 bolas de três nas Finais da NBA, por outro, Jason Tatum passava apagado com apenas 11 pontos.

4º PERÍODO

No último e decisivo período, o Golden State largou na frente com uma enterrada de Gary Payton, mas o Boston não se desgarrou e seguiu colado no placar, com 8 a 6 na parcial para os visitantes. A seis minutos para o fim, os Warriors venciam por 10 a 9 de tinham vantagem de 11 pontos: 86 a 75.

Os minutos finais seguiram com ataque e reposta, mas o GS manteve a leve vantagem na parcial para estar com 93 a 81 a três minutos e meio para o fim. Uma bola de três de Halford fez o time visitante pedir tempo. Na retomada, os Warriors controlaram e emendaram bolas de três para firmar a vitória e o título. A um minuto e meio para o fim, a vantagem era de 99 a 84. Placar final: 103 a 90.

Palavras do treinador

Steve Kerr agora conta com incríveis nove anéis de campeão da NBA, sendo que quatro foram conquistados como técnico e cinco como jogador. O comandante dos Warriors começou a coletiva de imprensa falando justamente sobre o sentimento do time com relação a sua mais recente conquista, que havia sido classificada por ele como 'quase impossível'.

"Cada título é único, todos são especiais. Mas eu acho que esse foi o mais improvável de todos do ponto de vista de como foi nosso desempenho nos últimos anos. Eram muitas dúvidas, a lesão do Klay, do Draymond e do Curry. Um time novo, cheio de jovens ao redor do nosso núcleo. É especial ver caras como Wiggins, Looney, Payton e Poole jogando, o impacto que eles tiveram", disse Kerr.

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!