Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Testeira
Basquete » KOBE BRYANT

Viúva de Kobe Bryant consegue nomes de policiais que divulgaram fotos de acidente

Vanessa Bryant ganha ação após Polícia de Los Angeles vazar imagens do acidente que tirou a vida de Kobe, sua filha Gianna e outras sete pessoas

Redação Publicado em 09/03/2021, às 10h59 - Atualizado às 11h03

Viúva de Kobe Bryant consegue acesso aos nomes dos policiais que divulgaram fotos de acidente
Viúva de Kobe Bryant consegue acesso aos nomes dos policiais que divulgaram fotos de acidente - GettyImages

Vanessa Bryant, viúva de Kobe Bryant, recebeu autorização da justiça americana para ter acesso aos nomes e identidades dos quatro policiais acusados de vazar fotos da queda de helicóptero que tirou a vida de seu marido, sua filha Gianna e outras sete pessoas em 26 de janeiro de 2020, na região de Calabasas, na Califórnia.

A esposa da lenda da NBA entrou com um processo um pouco mais de um mês após a tragédia. Agentes do Corpo de Bombeiros da Califórnia também foram investigados por divulgarem fotos não autorizadas das vítimas.

O Departamento do Xerife do Condado de Los Angeles fez um apelo para que a identidade dos policiais fosse preservada para evitar que os dispositivos dos oficiais fossem invadidos, mas o juiz distrital John F. Walter determinou que Vanessa tivesse acesso aos nomes.

Alex Villanueva, chefe do departamento, garantiu que as imagens foram deletadas, situação reforçada pelo juiz. John F. Walter acrescentou que o pedido da Polícia era “inconsistente com o argumento de que tais fotografias não existem mais”.

De acordo com Villanueva, os policiais que estiveram no local foram acusados pelos registros. Um deles, inclusive, teria mostrado as imagens a outras pessoas em um bar. Ele alega que ordenou que os policiais excluíssem as imagens

Em comunicado, o representante da família Bryant, Luis Li, comemorou a decisão e afirmou que a “a transparência promove a responsabilidade”. Ele ainda revelou que trabalha para que o caso seja levado à audiência pública.

Em setembro de 2020, a Califórnia aprovou a “Lei Kobe Bryant”, que proíbe os primeiros socorristas de fotografarem sem autorização pessoas mortas em cena de um acidente ou crime. O governador Gavin Newson aprovou a legislação, que entrou em vigor a partir de 1º de janeiro de 2021.

A “Lei Kobe Bryant” prevê que um socorrista que for julgado culpado por registros de imagens ilegais, poderá pagar uma multa de até 1 mil dólares (R$ 5.643).


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!