Sportbuzz
Facebook SportbuzzTwitter SportbuzzYoutube SportbuzzInstagram SportbuzzTelegram Sportbuzz
Basquete » POLÊMICA

Jornalista é suspensa por citar caso de estupro de Kobe Bryant após sua morte

Felicia Sonmez foi suspensa pelo jornal 'The Washington Post' após relembrar a polêmica envolvendo o jogador de basquete

Mariana Millan Publicado em 27/01/2020, às 13h49

Repórter é afastada de jornal após polêmica com Kobe Bryant
Repórter é afastada de jornal após polêmica com Kobe Bryant - Getty Images

Após a inesperada e trágica morte de Kobe Bryant e sua filha, Gianna, de 13 anos, que foram vítimas de um acidente de helicóptero neste domingo, 26, a mídia esportiva não para de fazer homenagens e relembrar a ilustre carreira do jogador de basquete, que atuou no Los Angeles Lakers.

Indo contra toda a "onda" de carinho destinada ao craque das quadras, uma jornalista do The Washington Post, Felicia Sonmez, decidiu relembrar o caso de estupro no qual Kobe se envolveu na temporada 2003/2004.

Em seu Twitter, Felicia publicou um link de uma matéria escrita em abril de 2016, do The Daily Beast, que tinha a seguinte manchete: "O caso perturbador de estupro de Kobe Bryant: a evidência de DNA, a história do acusador e a meia-confissão".

Os fãs do astro não aprovaram a postagem e fizeram duras críticas. Devido a grande repercussão do caso, o The Washington Post decidiu afastar a jornalista por tempo indeterminável.

"A repórter de política nacional Felicia Sonmez foi colocada em licença administrativa enquanto o The Post analisa se os tuítes sobre a morte de Kobe Bryant violaram a política de mídia social da redação do The Post. Os tweets mostraram um pré-julgamento que prejudicou o trabalho de seus colegas", informou Tracy Grant, editora do The Washington Post, ao jornal Daily Mail.

Felicia, após deletar o tweet, também se pronunciou sobre o caso e explicou sua atitude.

"Bem, isso foi para abrir os olhos. Para as 10 mil pessoas (literalmente) que comentaram e me enviaram e-mails com abuso e ameaças de morte, reserve um momento e leia a história - que foi escrita há mais de 3 anos e não por mim. Qualquer figura pública vale a pena lembrar em sua totalidade, mesmo que essa figura pública seja amada e essa totalidade inquietante. Que as pessoas estejam respondendo com raiva e ameaças contra mim fala muito sobre a pressão que as pessoas sofrem para ficar caladas nesses casos", disparou ela.

Para quem não se lembra, Kobe foi acusado de estupro por uma funcionária de um hotel localizado no Colorado. Na época, o jogador, que era casado e já tinha uma filha, declarou que teve relações com a mulher, mas que havia sido consensual.

A acusação foi arquivada após a funcionária se recusar a testemunhar.

A MORTE DO ASTRO DA NBA

Kobe morreu neste domingo, 26, vítima de um acidente de helicóptero. As informações são do site americano TMZ. O astro da NBA estava com outras oito vítimas, quando sua aeronave caiu na cidade de Calabasas, nos Estados Unidos. O ex-jogador tinha 41 anos e fez grande história no basquete atuando pelo Los Angeles Lakers.

O helicóptero caiu em uma área descampada por volta das 16h (horário de Brasília). De acordo com a polícia local, após a queda, um foco de incêndio na aeronave teve que ser combatido pelo Bombeiros. 

De acordo com o jornalista Adrian Wojnarowski, a filha de Kobe, Gianna, de 13 anos, estava presente no helicóptero e também não sobreviveu. A garota e o pai seguiam para um jogo promocional na cidade de Thousand Oaks. Gianna era vista como futuro grande talento do basquete e se inspirava no pai para trilhar seu caminho no esporte.


Saiba mais sobre Kobe Bryant por meio da obra a seguir:
 
The Mamba Mentality: How I Play -  https://amzn.to/2GpWGtH
 
Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, o SportBuzz pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!