Sportbuzz
Testeira
Basquete / NBA

Jogador do Los Angeles Lakers é detido por porte de maconha no Texas

O armador Alex Caruso foi encontrado com uma quantidade pequena, mas ilegal no estado

Redação Publicado em 23/06/2021, às 10h38

Alex Caruso irritado com marcação de falta durante jogo contra o Phoenix Suns - Getty Images
Alex Caruso irritado com marcação de falta durante jogo contra o Phoenix Suns - Getty Images

O jogador mais carismático da liga, Alex Caruso (ou "Carushow"), foi detido por agentes do aeroporto de College Station com um dichavador que contia resíduos da droga (aproximadamente 5 gramas), uma pequena quantia da erva, mas que é considerada ilegal no estado do Texas.

Logo em seguida da abordagem, os agentes contataram a polícia local para deter o armador e conduzi-lo à uma DP. Caruso foi solto após pagar fiança ($3 mil = R$15 mil) e, segundo o TMZ Sports, ainda teve que pagar uma multa de $552 (R$2.800) pela posse do "moedor" de maconha.

A relação entre os jogadores, principalmente da NBA, com a maconha não é de hoje. Diversos jogadores admitem o uso e não vêem problemas de desempenho por causa do uso da droga, como a super estrela e futuro nome no Hall da Fama, Kevin Durant, que comparou o uso de maconha com o uso de café.

Neste episódio, KD usou o argumento para defender a liberação da NBA com o entorpecente e que não fosse considerado como doping: "Se você a ama, você a ama. Se não é a sua preferência, você nem vai tentar. Maconha é maconha. Não é prejudicial a ninguém. Apenas ajuda a melhorar as coisas. Na minha opinião, não deve ser um tópico de discussão" disse Durant

 "Todo mundo na minha equipe bebe café todos os dias. Ingerem cafeína todos os dias. Os caras saem para beber vinho depois dos jogos ou tomam uma bebida de vez em quando. A maconha deve estar no mesmo nível" concluiu KD.

No ano passado, a liga havia anunciado que não iriam testar os jogadores para encontrar a substância quando a temporada (atual) fosse retomada, seguindo na direção do antidoping usado pela WADA (Agência Mundial de Antidopagem). O código seguido pela agência consta que o uso de substâncias como cocaína e maconha como uma forma social, sem a intenção de ganhar uma performance melhor, não seria relevante, priorizando a saúde do atleta sem impor uma sanção esportiva. 


 

 

 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!