Sportbuzz
Testeira
Basquete / NBA!

Confira a projeção para os jogos três de cada um dos confrontos dos Playoffs da NBA

Com favoritos ao título correspondendo às expectativas, a primeira rodada dos playoffs começou algumas surpresas

Gabriel Soria Publicado em 27/05/2021, às 11h45

Jogos três podem ser decisivos nesta altura da rodada dos Playoffs - Getty Images
Jogos três podem ser decisivos nesta altura da rodada dos Playoffs - Getty Images

Com as equipes favoritas ao título levando certa vantagem em seus confrontos, os terceiros jogos da primeira rodada dos Playoffs da NBA começam nesta quinta-feira, 27, e, dependendo do confronto, pode ser decisivo para a continuidade da série.

Confira as projeções para os jogos 3 das séries

Milwaukee Bucks x Miami Heat

Com confrontos muito equilibrados, Milwaukee Bucks e Miami Heat entram em quadra para o jogo decisivo. Diferente do confronto na semifinal de conferência na temporada passada, os Bucks começaram melhores na série e abriram 2x0 com grandes atuações de Antetokounmpo, que tem 28,5 pontos de média nos dois jogos.

O fator que foi decisivo na semifinal de conferência da temporada 2019-20, tem nome e sobrenome: Jimmy Butler, que manteve grandes atuações ofensivas e defensivas. Contudo, nesta série ele ainda não correspondeu às expectativas. Além do camisa 22, Bam Adebayo também foi importante, tomando conta do garrafão e com alto número de rebotes, mas o rendimento também não tem sido o mesmo.

Para tentar a reação, o Miami Heat precisa parar o jogo do Greek Freak dentro do garrafão, forçar os Bucks a rodar a bola para arremessos do perímetro e conferir todos os rebotes. Pelo lado da equipe de Milwaukee, a velocidade e agressividade precisam ser mantidas. Além disso, em caso de vitória, o 3x0 tem um peso psicológico muito grande no adversário, o que pode facilitar ainda mais a vida de Giannis e companhia.

Los Angeles Clippers x Dallas Mavericks

Tido como uma das franquias mais fortes no início da temporada, os Clippers não renderam muito durante a temporada regular, e nos Playoffs tudo parece estar o mesmo. Apesar da média de 33,5 pontos para Kawhi Leonard, a equipe de Los Angeles parece não ter forças para reagir durante as partidas. 

A melhora no desempenho, se comparados os jogos um e dois, foi significativa, mas ainda não foi suficiente. É certo que o entrosamento e qualidade de Luka Doncic e companhia é invejável, mas se esperava muito mais dos Clippers.

Do outro lado, Dallas manteve sua postura agressiva, tanto na marcação, quanto no ataque. Um ponto que a franquia trouxe de positivo da temporada regular é a capacidade de crescer em jogos decisivos, o que, nos Playoffs, faz toda a diferença.

Com 2x0 no placar, os Mavericks precisam de duas vitórias para liquidar a série. Para isso, a forte marcação em Kawhi e Paul George precisa se manter. Além disso, o aproveitamento dos jogadores no banco precisa melhorar, para evitar sustos desnecessários.

Já os Clippers, que têm dois dos melhores defensores de toda a liga, precisam fazer valer essa qualidade para proteger seu garrafão. Ofensivamente, o banco não tem contribuído muito também, o que pode ser determinante para a tentativa de uma reação.

Brooklyn Nets x Boston Celtics

Com duas grandes vitórias, o Brooklyn Nets caminha a passos largos para conseguir se garantir na próxima fase dos Playoffs. Os triunfos de 104x93 e 130x108 realmente demonstraram porque a franquia é uma das principais favoritas ao título.

Somando a pontuação de todos os starters, a média é de 95 pontos por partida. Números importantes para se entender a superioridade no confronto. Também com 2x0 no placar, os Nets precisam de mais duas vitórias para se garantirem na próxima fase, e deve conseguí-las sem maiores dificuldades.

Para o Boston a reação ainda é possível, mas é de extrema importância que Jayson Tatum volte a atuar como veio fazendo no final da temporada passada, quando foi um dos principais responsáveis por levar a franquia para as finais de conferência, contra o Miami Heat.

Denver Nuggets x Portland Trail Blazers

Um dos confrontos que têm tudo para ser um dos mais equilibrados de toda a primeira rodada, Portland Trail Blazers e Denver Nuggets conquistaram uma vitória cada, e vão para o desempate no jogo três.

A primeira partida foi a que deu tudo certo para os Blazers. Além de uma atuação impressionante de Damian Lillard, com 34 pontos, a franquia conseguiu a vitória com uma excelente contribuição do banco.

Apenas Carmelo Anthony e Enes Kanter, que saíram do banco, combinaram para 20 pontos, que foi a mesma pontuação feita por todos os jogadores reservas dos Nuggets.

Na segunda partida, aconteceu o inverso. Além da grande partida de Jokic, os reservas foram determinantes para a partida e, somados, contribuíram com 38 pontos, enquanto o banco da franquia de Portland foi à quadra e anotou apenas 14 pontos. Com isso, nem os 42 pontos marcados por Damian Lillard foram suficientes para dar a vitória aos Blazers.

Com o equilíbrio, fica claro que a definição sobre quem levará vantagem na série depende da contribuição do banco de reservas durante a partida.

Philadelphia 76ers x Washington Wizards

Com duas grandes vitórias, o Philadelphia 76ers largou na frente e se prepara para enfrentar o Washington Wizards pela terceira vez para tentar ficar ainda mais confortável na série. 

A primeira partida contou com Tobias Harris e Joel Embiid combinando para 67 pontos, além de mostrar a franquia dos 76ers com bons momentos defensivos. Apesar dos 33 pontos de Bradley Beal e da boa atuação dos Wizards, Philadelphia mostrou experiência e qualidade, e provou porque tem chegado nos Playoffs com tanta frequência nos últimos anos.

A situação dos Wizards complica ainda mais com a ausência de Russell Westbrook, que acabou lesionando o tornozelo no jogo dois e pode ser desfalque no restante da série. Ainda assim, com maior contribuição do banco de reservas na porcentagem de arremessos certos, é possível que a equipe de Washington consiga surpreender.

Phoenix Suns x Los Angeles Lakers 

O Phoenix Suns vem mostrando porque teve uma das melhores campanhas na temporada regular e tem jogado de igual para igual contra o Los Angeles Lakers, atual campeão da NBA. A liderança de Chris Paul, a habilidade de Devin Booker e a dominação de Deandre Ayton são as principais armas desta equipe. 

Na primeira partida, os Suns conseguiram anular as ações de Anthony Davis com forte marcação do pivô de Phoenix. Com isso, a partida teve um placar relativamente baixo para padrões da NBA, mas com vitória de Chris Paul e companhia.

Contudo, a segunda partida dos Lakers foi realmente para provar o porquê eles são os atuais campeões. Os 32 pontos de Anthony Davis e os 23 de LeBron James, lideraram a franquia da Califórnia para a vitória e para empatar a série.

Para os Suns a situação complica um pouco, já que os próximos dois jogos são no Staples Center e eles não devem contar com o camisa 3, que se lesionou no final da última partida. Apesar disso, Cameron Payton, peça de reposição de CP3, tem correspondido muito bem ao sair do banco nas partidas e deve manter a regularidade se quiser levar os Suns à vitória.

New York Knicks x Atlanta Hawks

Depois de oito anos sem aparecer nos Playoffs, o New York Knicks voltou enfrentando uma pedreira. Logo na primeira partida contra o Atlanta Hawks, a equipe de New York já entendeu a dificuldade que seria se manter na pós-temporada. 

Em primeiro jogo equilibrado, os Hawks venceram por 107x105 com direito a bola decisiva de Trae Young, um dos principais jogadores da equipe. O segundo confronto, foi melhor para os Knicks, já que o treinador Nate McMillan optou por deixar o camisa 11 da equipe de Atlanta tempo demais no banco de reservas e os donos da casa aproveitaram.

Com 1x1 na série, não tem nada nem perto de ser definido. O jogo três tem tudo para ser equilibrado como os outros dois, mas com leve vantagem para os Hawks, que jogam em casa e com o apoio de sua torcida.

Utah Jazz x Memphis Grizzlies

Um confronto que tem sido equilibrado e pode muito bem ser levado até o jogo sete é este entre Utah Jazz e Memphis Grizzlies

No primeiro jogo, Memphis aproveitou a ausência de Donovan Mitchell e carimbou sua primeira vitória na pós-temporada com grande atuação de Dillion Brooks e Ja Morant

Na segunda partida, os Jazz fizeram questão de mostrar o porquê foram os primeiros colocados na classificação geral da temporada. Com o jogo coletivo praticamente impecável, a franquia de Utah venceu por 141x129 e empatou a série. 

As duas equipes têm pontos muito fortes e difíceis de serem parados. Pelo lado dos Jazz, o trabalho em grupo sobressai e é raro ver alguém do banco entrar e não contribuir. Em uma pontuação tão elástica como foi a da última partida, o cestinha da equipe foi Donovan Mitchell, com "apenas" 25 pontos, o que mostra ainda mais a distribuição de pontos pela equipe.

Já os Grizzlies mostram sua força, principalmente, no perímetro, com jogadores muito versáteis como Ja Morant, Dillion Brooks, Kyle Anderson e muitos outros. No último confronto, o camisa 12 anotou 47 pontos em meio à derrota e mostrou que não pode vacilar contra ele.

O jogo três tem tudo para pegar fogo e será definido nos detalhes.


Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!