Sportbuzz
Testeira
Basquete / NBA

5 comparações feitas entre jogadores atuais e lendas da NBA

A nova geração de craques do melhor basquete do mundo está dando o que falar, e as comparações com a geração passada são inevitáveis

Vinicius Barbosa de Lima Publicado em 02/07/2021, às 13h00

Luka Doncic marcando Lebron James - Getty Images
Luka Doncic marcando Lebron James - Getty Images

A tocha da NBA está aos poucos sendo passada para a nova geração de craques. E os playoffs de 2021 não param de nos dar vislumbres de grandeza desses jovens jogadores, que têm como ídolos os craques da geração anterior.

Mas já parou para pensar a honra que é ser comparado (no sentido de estilo de jogo) com seu ídolo? Fizemos uma lista para mostrar 5 comparações que os fãs do melhor basquete do mundo fazem com esses jogadores, confira! 

 

1. Ja Morant com Russel Westbrook

Ja Morant marcando Russel Westbrook no garrafão - Créditos/ Getty Images

 

Segunda escolha no Draft de 2019, Ja Morant nunca escondeu que  Russel Westbrook, recordista em triple-doubles na liga, é seu jogador favorito e ídolo. O armador admite que admira  o jogo "all around" de Westbrook, ou seja, que faz de tudo e por toda a quadra, fazendo de tudo para ajudar o time a vencer. 

Com sua entrada na liga, as comparações entre Ja e Russ eram evidentes e impossível de não serem feitas, principalmente se você conhecer o jogo do MVP de 2016-2017 e assistir as partidas de Morant pela Universidade de Murray State e pelo Memphis Grizzlies

Finalizar com o contato dos defensores usando a força, explosão e atleticismo, mas também priorizando o ritmo das jogadas com os rebotes e as assistências aos companheiros em quadra... essa pode ser a descrição de Westbrook, de fato, mas também pode ser aplicada ao jovem armador.

No entanto, durante uma entrevista ao Get Up!, em 2019, Ja disse que ser comparado ao ídolo é muito bom mas que ele quer ser apenas o "Ja".

Os dois já dividiram a quadra em três oportunidades desde que Morant foi draftado, quando Westbrook atuava pelo Houston Rockets em 2019-2020 e depois pelo Washington Wizards em 2020-2021, e o novato leva uma vantagem de 2-1 nos confrontos contra o veterano na temporada regular. 

Mas a cena que mais chamou a atenção entre os dois, foi quando após uma vitória dos Grizzlies de Ja sobre os Wizards, Westbrook conversa com o garoto e mostra seu carinho pelo jogador. Russel até mesmo parece estar passando a tocha para ele! Confira! 

O que pode definitivamente diferir Ja de Russ é o arremesso do perímetro, que é uma deficiência no jogo de Westbrook e que Morant parece ter um futuro promissor caso trabalhe neste aspecto do jogo. 

 

Donovan Mitchell com Dwyane Wade

Montagem de Dwyane Wade e Donovan Mitchell arremessando - Créditos / Getty Images

 

Esses dois são parecidos até no porte físico! Dwyane Wade é um dos maiores e melhores alas-armadores que a NBA já viu, com três títulos da NBA (2005-2006, 2011-2012 e 2012-2013), sendo MVP das Finais em sua primeira conquista, inúmeras aparições como All-Star e em times All-NBA. Um jogador verdadeiramente lendário, ídolo da franquia Miami Heat, que jogou ao lado de outras lendas como Shaquille O'Neal, Chris Bosh, Ray Allen e, seu melhor companheiro em quadra na história,  LeBron James

D Wade se aposentou em 2019, com uma carreira de se invejar e com muitos fãs de seu jogo. Mas Wade e a torcida podem ficar tranquilos, porque temos um representante do ex-jogador! E seu nome é Donovan Mitchell, ou "Spida Michell", um jovem armador de 24 anos que joga pelo Utah Jazz desde 2017.  

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Donovan Mitchell (@spidadmitchell)

 

Mitchell tem uma boa visão de jogo, força física e, assim como D Wade, um instinto assassino em quadra. Ele provou que não tem problema em fazer pontuações altas, como seus 57 pontos no primeiro jogo dos playoffs de 2019-2020 na bolha, e que não "treme" nos momentos decisivos. Mas é assustadora a semelhança entre o jogo dos dois, se você não acredita, confira com seus próprios olhos! 

O curioso é que recentemente, em 2021, Dwyane adquiriu uma parte da franquia do Utah Jazz! Podemos dizer que Wade está mais próximo do que nunca de Donovan, inclusive nos playoffs de 2020-2021, quando o ex-jogador e atual proprietário de parte do Jazz aparece dando conselhos para Mitchell durante o jogo contra o LA Clippers, sobre como lidar com o ala Kawhi Leonard

 

 

Trae Young com Stephen Curry 

Montagem de Steph Curry e Trae Young - Créditos/ Getty Images

 

Steph Curry, do Golden State Warriors, dispensa apresentações, principalmente por estar fresco na memória dos fãs da NBA nessa década. Mas resumindo, Curry é o melhor arremessador de todos os tempos, revolucionou o jogo com seu chute de 3, campeão em três oportunidades (2014-2015, 2016-2017 e 2017-2018), e MVP de 2014-2015 e de 2015-2016 (único jogador com votação unânime para o prêmio), além das divesas aparições como All-Star e campeão do Torneio de 3 pontos... e Curry não dá indícios de estar satisfeito com suas conquistas na liga, principalmente por estar vivendo um de seus melhores momento no jogo após uma ótima, mas frustrante temporada de 2020-2021. 

Mas ao mesmo tempo, vemos o surgimento de outra jovem estrela na NBA: Trae Young. O armador de 22 anos vem mostrando desde seu Draft em 2018 que é da escola de Curry e Damian Lillard: arremesso de longe (sério, de muito longe), força e habilidade para infiltrar no garrafão sob contato da defesa e visão para distribuir o jogo aos seus companheiros 

Mas por incrível que pareça, Curry é duramente criticado pelos fãs do esporte sobre sua atitude em momentos decisivos. Já Trae, ao contrário, é apelidado de "Ice Trae" por ter "gelo nas veias" e ser frio no clutch (decisões).

Em sua primeira aparição em Playoffs, Young já soma eliminações contra o New York Knicks (incluindo um game-winner no Madison Square Garden, em NY), Philadelphia 76ers e uma possível classificação sobre o Milwaukee Bucks, que garantiria uma vaga para as Finais da NBA, apesar de estar lesionado e ser quetionável na série que se encontra em 3-2 para os Bucks

Apesar de estar longe do nível que Curry chegou e pode chegar, o futuro de Trae Young é empolgante e promissor. O próprio armador já disse que entrar na liga no momento em que entrou foi muito bom para ele, pois se vivia uma revolução no jogo por causa de Steph

Curry inclusive já aconselhou o garoto quando passava pelo processo de entrar na liga, para aproveitar o momento e ter foco, por ter se tornado um profissional e não ser mais amador, se divertir com a nova fase, para assim fazer algo grandioso e não ficar acomodado com o nível chegado. 

Mas isso não quer dizer que a comparação seja totalmente aceita por todos! Ainda  vemos muitas opiniões contrárias, que inclusivem pedem para parar com isso.

Realmente,  pode ser cedo para compararmos o jovem armador com Curry, ainda mais porque não sabemos onde Trae pode chegar e o nível que Steph ainda pode alcançar, visto que sua última temporada foi digna de MVP. No entanto a semelhança existe e Trae vem mostrando vislumbres de grandeza em seu primeiro playoff.

 

Devin Booker com Kobe Bryant

Devin Booker e Kobe Bryant em montagem - Créditos / Getty Images

 

Kobe pode ter nos deixado em 2020, após um terrível acidente de helicóptero, mas seu legado é infinito! O mais próximo de Michael Jordan que tivemos na história da liga, no quesito de estilo de jogo, disciplina e mentalidade vencedora (ou Mamba, conforme o apelido de Bryant).

Sem mais nem menos, uma lenda do basquete e do Los Angeles Lakers  — única franquia na qual Kobe atuou: draftado em 1996, foi campeão três vezes seguidas com a camisa 8 ao lado de Shaquille O'Neal (1999-2000, 2000-2001 e 2001-2002), MVP de 2007-2008 e vice-campeão no ano, além de outros dois anéis que venceu com a camisa 24 sendo MVP das Finais, em 2008-2009 e 2009-2010, contra o Orlando Magic e o Boston Celtics, respectivamente. Também foi o jogador mais velho a marcar pelo menos 50 pontos na história da NBA, com 60 pontos em seu último jogo, contra o Utah Jazz. Isso sem contar que é um dos jogadores com mais aparições em All-Star Games e times All-NBA, além de ter sido vencedor do Oscar pelo seu curta animado chamado de "Dear Basketball", após sua aposentadoria.

Kobe era um verdadeiro vencedor, exemplo para qualquer ser humano que quisesse ser o melhor em algo, não importa o que seja, e fez questão de inspirar as futuras gerações do esporte antes de partir. O principal reflexo disso pode ser visto na jovem estrela em ascensão, Devin Booker do Phoenix Suns, um ala que desde criança se inspirou em Kobe e ainda conseguiu receber conselhos, dicas, apoio e amor do ídolo. "Be Legendary" ou "Seja lendário", era o que Bryant pedia à Booker. 

Os dois se enfrentaram em apenas uma oportunidade, com uma vitória dos Suns por 119-107 contra os Lakers, mas o que chamou a atenção na ocasião foi Kobe dizendo durante uma entrevista coletiva que no primeiro lance entre os dois, Booker não hesitou em usar a jogada que é assinatura de Kobe: "Hoje jogando contra Booker, ele foi direto ao meu movimento na primeira vez que ele me pegou. Você não vai me vencer na minha jogada cara! Mas isso é fantástico, ele tem a atitude certa, o espírito competitivo certo, seu trabalho com os pés é extremamente bom, seus fundamentos são extremamente bons, e agora é só sobre ele saber exatamente qual é seu jogo."

Desde então Booker seguiu evoluindo seu jogo inspirado em e por Kobe Bryant, vemos semelhanças não só em sua forma e aparência jogando, mas também com sua mentalidade Mamba de ir para cima dos adversários sem medo e com determinação de vencer. 

E isso se intensificou após a morte de Bryant em 2020, que tocou e inspirou diversos jogadores na liga, mas nenhum como Devin. O jovem conseguiu ficar invicto na bolha (apesar de não se classificar para os playoffs) com 8-0 em seus jogos, mas o principal foi nessa temporada de 2020-2021 após a chegada de Chris Paul ao Phoenix Suns, que levou o time a outro patamar e auxiliou Booker a se tornar cada vez mais vencedor, indo pela primeira vez em mais de 20 anos às Finais da NBA e podendo conquistar um título inédito para a franquia.  

 

Luka Doncic com LeBron James

Luka Doncic marcando Lebron James no garrafão - Créditos / Getty Images

 

Essa comparação pode parecer errada e injusta pela diferença física entre os dois. Pode parecer... 

LeBron James é um dos 3 maiores jogadores da história da NBA, para muitos o GOAT (maior de todos os tempos), campeão em 2011-2012 e 2012-2013 pelo Miami Heat, 2015-2016 pelo Cleveland Cavaliers (na maior virada da história das finais) e 2019-2020 pelo Los Angeles Lakers, sendo MVP das Finais em todos os títulos e MVP da temporada regular em quatro oportunidades: 2008-2009 e 2009-2010 pelo Cavaliers e 2011-2012 e 2012-2013 pelo Heat, além de ser o jogador com mais aparições em jogos All-Star e times All-NBA. 

Nos números, James aparentemente é inalcançável e não dá indícios de que vai se aposentar tão cedo, quase indo para sua 20ª temporada como profissional e podendo se tornar o jogador com mais pontos na história. 

Mas LeBron é humano, o dia de sua aposentadoria vai chegar e outra jovem estrela irá assumir seu papel como rosto da liga. Muitos já procuram seu sucessor, e parecem ter encontrado em Luka Doncic, um jovem esloveno de 22 anos do Dallas Mavericks, que vem quebrando recordes e trazendo medo aos adversários com seu estilo de jogo que parece ter o controle sobre todos em quadra, tanto companheiros quanto adversários. 

A comparação não só é fundamentada no estilo de jogo dos dois, apesar de LeBron ser muito mais explosivo e atlético, mas que também é uma cabeça pensante com qualidade extrema nos passes, sempre priorizando o time e com um letal arremesso de fora do perímetro, mas também por conta do que os dois representam, principalmente no início de James na liga. 

Existe muita empolgação a respeito de Doncic, pela torcida, jogadores, dirigentes e todos que acompanham o esporte. Apenas ao vê-lo jogar já se percebe que é diferenciado dos demais, principalmente por já ser muito bom com pouca idade e deixando o questionamento sobre qual é o seu limite. 

Doncic parece já ter sido adotado por LeBron, que nunca poupa elogios ao jovem em entrevistas e sempre faz questão de escolhe-lo para seu time nos All-Star Games que é capitão. Veja o que LeBron disse sobre Luka!


 

Receba notícias do SportBuzz no WhatsApp! Para fazer parte do canal CLIQUE AQUI!