Barça x Bayern: O que mudou desde o 8 a 2?


No dia 14 de agosto de 2020, o Bayern de Munique vencia o Barcelona por 8 a 2 nas quartas de final da Liga dos Campeões, a maior goleada realizada por um time nesta fase da competição e a maior derrota sofrida pelo Barcelona na história da Champions.


De lá para cá, muita coisa mudou, uma temporada inteira já se passou e os times definitivamente não são mais iguais ao que eram antes. Começando pela comissão técnica, ambas equipes não possuem mais os mesmos treinadores que tinham naquela época.


Pelo lado do Barcelona, o comandante era Quique Setién, que, após sete meses no comando, não conseguiu obter sucesso no trabalho e foi demitido do cargo minutos após  o fatídico 8 a 2, dando lugar ao holandês Ronald Koeman.


Já o Bayern de Munique trocou seu treinador apenas no início desta temporada, quando Hansi Flick optou por deixar o comando do time para assumir a Seleção Alemã, dando lugar a Julian Nagelsmann, então treinador do RB Leipzig.


 Com relação ao elenco, muita coisa também mudou em ambos os lados. Pelo lado do Barcelona, a equipe que foi à campo tinha: Ter Stegen; Semedo, Piqué, Lenglet e Jordi Alba; Sergi Roberto, Busquets, de Jong e Vidal; Messi e Suárez.


Dos 11 que iniciaram a partida, quatro não se encontram mais no time. São eles: Nelson Semedo, agora no Wolverhampton, Vidal, campeão italiano com a Inter de Milão, Luis Suárez, campeão espanhol com o Atlético de Madrid e Messi, contratado pelo PSG.


Já pelo lado do Bayern, os 11 que entraram em campo foram: Neuer; Kimmich, Boateng, Alaba e Davies; Thiago e Goretzka; Gnabry, Müller e Perisic; Lewandowski. Durante o jogo entraram: Tolisso, Coman, Lucas Hernández, Süle e Philippe Coutinho.


Dos 15 jogadores, cinco não estão mais no elenco: Boateng, contratado pelo Lyon, Alaba, que se transferiu ao Real Madrid, Thiago, contratado pelo Liverpool, Perisic, que retornou à Inter de Milão e Coutinho que retornou ao Barcelona.


texto: 
Lucas Cesare
EDIÇÃO:
VInicius lopes 
créditos:
getty images e tenor